17.9.17

Nova legislação para estâncias garante mais competitividade nos municípios

Nova legislação para estâncias garante mais competitividade nos municípios

O encontro reuniu autoridades do turismo para debater a nova legislação. (Foto: DT)

NOVA LEGISLAÇÃO PARA ESTÂNCIAS GARANTE MAIS COMPETITIVIDADE NOS MUNICÍPIOS

on: 08, agosto de 2015In:


Redação do DT –

O Estado de São Paulo tem uma nova legislação para os municípios classificados comoestâncias turísticas, que recebem auxílio do governo estadual para o desenvolvimento deste tipo de atividade. A nova definição garante a rotatividade, a cada três anos, de três municípios, buscando competitividade entre os mesmos.

Três entidades ligadas à questão, Skal, São Paulo Conventions Visitors Bureau (SPCVB) e Aprecesp (Associação das Prefeituras das Cidades Estâncias do Estado de São Paulo) promoveram, nesta sexta-feira (7), um encontro para a discussão da nova legislação.

14.9.17

É mês da Cachaça! Água Doce mostra Museu da Cachaça em Tupã

Para comemorar a data, na Água Doce Tupã é possível conhecer um pouco mais sobre a história, a produção, origem, raridades e curiosidades dessa bebida tão especial.


Para os amantes da cachaça, 13 de setembro é um dia de alegria, pois foi a data escolhida pelo IBRAC – Instituto Brasileiro da Cachaça para comemorar o Dia Nacional da bebida. Tão popular no país, cachaça é a denominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcóolica de 38% a 48% em volume, a 20ºC, obtida pela destilação do mosto fermentado de cana-de-açúcar com características sensoriais peculiares. Hoje considerada uma bebida nobre, a cachaça artesanal, de alambique tem um sabor e uma história especial.

Na Água Doce Cachaçaria de Tupã, além de oferecer no restaurante uma carta de cachaças com produtos de alta qualidade, é possível conhecer no Museu da Cachaça um pouco mais sobre a bebida, como é produzida, suas origens, curiosidades e raridades. São mais de 3 mil rótulos, divididos em quatro ambientes, contando a História da Cachaça; Coleção de Cachaças; História da Água Doce – Sabores do Brasil que atualmente possui mais de 80 casas no país e Paixões Nacionais de Delfino.

30.8.17

PARALAMAS DO SUCESSO - O início

Paralamas do Sucesso em castelhano - 1992 - capa

Os anos 80 foram os mais marcantes para o rock nacional. Nessa época muitas bandas despontaram no cenário musical e muitas pessoas possuem uma curiosidade: como será que os integrantes se conheceram e trilharam o caminho até o sucesso? Hoje vamos contar sobre o início dos “Paralamas do Sucesso”!

29.8.17

As 10 melhores canções de Luiz Melodia

As 10 melhores canções de Luiz Melodia


Eberth Vêncio

POR EBERTH VÊNCIO
EM MÚSICA

O Rio de Janeiro vai continuar lindo. Vai continuar lindo para sempre. Não importa se tudo parece incerto, se as balas estão perdidas, se o ar aqui em cima é mais rarefeito, se a culpa pelo caos urbano é do traficante, do funk ou do prefeito, se o cenário político-econômico é insano ou, se olhando do alto do Pão de Açúcar, o nosso modo de vida parece um ledo engano. O Rio de Janeiro vai continuar lindo, mesmo que você me odeie, mesmo você me amando. A visão extasiante da baía existindo lá embaixo, o azul do céu eloquente, a brisa fresca que o olfato pressente, o chope gelado que amortiza as dúvidas na mente, tudo faz com que eu me sinta mais divino que o habitual. O ateu. O cardeal. As vacas de presépio. Muitos dizem que Deus está em tudo, nos cantos, nas coisas, nas pessoas, na miséria e nos momentos felizes.

WILSON DAS NEVES


A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, chapéu e óculos


No último sábado, perdemos um dos grandes artistas do Brasil. Wilson das Neves, baterista, cantor e compositor faleceu aos 81 anos, vítima de um câncer no estômago.
Figura presente no samba e na MPB, participou de mais de 600 gravações em mais de cinquenta anos de carreira e tocou ao lado de grandes nomes como João Nogueira, Beth Carvalho, Cartola, Nelson Cavaquinho, Martinho da Vila e muitos outros. Como compositor, foi parceiro também de Aldir Blanc, Nei Lopes e Chico Buarque.
Conhecido e saudado no meio artístico pelo bordão "ô sorte", Wilson deixa um legado enorme para as próximas gerações.

"Ô sorte" a nossa de ter contado com tanto talento nesses anos.
Descanse em paz!


Descubra a carreira de Wilson das Neves: http://bit.ly/2xrBPAF







27.8.17

Um século após o advento do gênero, nasce a nossa primeira big band feminina

Jazzmin`sA Jazzmin's rompe fronteiras e quebra tabus no jazz

A mulher só conquistou o direito de voto no Brasil há 85 anos, mas ainda há muitos lugares e redutos onde ela luta para afirmar vontade, presença e talento. A música instrumental é uma delas.

A música sertaneja era outro campo de predomínio masculino, mas essas histórias começam a mudar – assim como a visão da Justiça, que condenou em segunda instância o deputado Jair Bolsonaro pela agressão machista que desferiu contra a colega Maria do Rosário, em 2014 (a indenização fixada é ridícula, mas a confirmação da sentença é simbólica).

Há poucos meses, surgiu em São Paulo a primeira big band feminina de jazz profissional do País, com 17 garotas. Seu nome, Jazzmin’s, é um grande achado. Remete a jasmim, uma das flores mais perfumadas da natureza, mas também a “jazz means”, que em inglês quer dizer “jazz significa”. Todo o agrupamento briga para mudar questões de significados.

26.8.17

Ferrovias Do Brasil



Trem turístico pela antiga ferrovia Perus-Pirapora SP
Reportagem da TV Gazeta em 2012
Para informações - Blog http://efperuspirapora.blogspot.com.br/

DIA DO SOLDADO EM TUPÃ

Dia Soldado
20622304_1461118673980747_3093823225923923702_n
2017 004
Na  noite  de  sexta feira (25/8)  na  Av. Tapuias em  frente  ao  quartel  do  Tiro  de  Gerra  02-043  de Tupã  em  grande  festa  comemorou-se  o  Dia  do  Soldado   com   participação  dos  atiradores,  atiradores mirim autoridades  e  também  a  Orquestra  Júlio de Castro,  que  inclusive  foi  homenageada  com  “Diploma  de  Amigo  do  Tiro de Gerra”  que  muito  nos  honra.

25.8.17

Você sabe quem é o autor de "Brasileirinho"?

Falamos de Waldir Azevedo, o homenageado desta edição do quadro "O Rádio Faz História"
Todas as Vozes
No AR em 22/08/2017 - 12:13

O violonista e cavaquinista Waldir Azevedo(1923 - 1980) é o grande homenageado desta edição do quadro "O Rádio Faz História". Waldir é um dos maiores instrumentistas da história da Música Brasileira, tendo se notabilizado mundialmente a partir do seu primeiro grande sucesso, o choro "Brasileirinho".

TREM DE PASSAGEIROS

EXAPIT 2017

23.8.17

Renato Gonzalez fala sobre os planos para Secretaria de Cultura

Por: Assessoria de Comunicação

A Secretaria Municipal de Cultura conta com novo responsável a partir desta terça-feira, com a nomeação de Renato Gonzalez Rosa. O diretor do Grupo Ágape de Teatro substitui o vice-prefeito Caio Aoqui, que desde o início do governo se desdobrava à frente das Secretarias Municipais de Cultura, Turismo e Relações Institucionais.

Projeto ATIRADOR MIRIM



Tv Câmara 
No sábado, dia 19, foi realizada a formatura e entrega de fardas para os Atiradores Mirins de Tupã. Parceria entre tiro de guerra, prefeitura e escolas estaduais e municipais, o evento teve a participação de muitas pessoas, entre familiares e autoridades. A câmara municipal esteve presente com os vereadores Capitão Neves, Meireles e Pastor Eliezer

ATENÇÃO ARTISTAS . . .


#Oportunidade l Você, que tem projetos nas áreas de circo, dança e teatro, e ainda não se inscreveu nos editais de ocupação das salas da Funarte, corra! O prazo termina nesta quinta (24). Há vagas para espaços culturais em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro!
Editais e informações: http://bit.ly/2uNJ9Fa
Descrição da imagem: foto. Cena de espetáculo de dança. Do lado esquerdo, texto: "Artistas, venham para a Funarte! Últimos dias de Inscrições para os editais de ocupação de espaços em MG, SP e RJ."

18.8.17

O jazz concebido na Ponte Williamsburg, a Sonny Rollins Bridge

18/08/2017 - 01h20

Sonny Rollins (Foto: theparisreview.org)Sonny Rollins (Foto: theparisreview.org)

O saxofonista Sonny Rollins, era um músico de muito prestígio na cena jazz norte americana, em 1959. Para surpresa de todos, naquele ano decidiu largar gravações e shows e sair do circuito. Ele achava que não era um músico tão bom como diziam e que precisava se dedicar mais à prática do saxofone. O local escolhido para suas exercícios também surpreendeu, quando descoberto: a Ponte de Williamsburg, que liga Manhattan ao Brooklin.

Sozinho, sobre o East River, podia soprar o saxofone com toda a potência de seus pulmões, porque não iria incomodar ninguém. No prédio onde morava, no Lower Est Side, os vizinhos não aguentavam as horas e horas de ensaios do músico. O estágio na ponte, visava poupar, especialmente, uma das moradoras, que tinha uma gravidez difícil e precisava de repouso.

DIVULGANDO A ESTÂNCIA

GENIAL - Música e Alegria



Helen amvroseva e George Shakhnin em uma rotina musical circense que se transformou em um clássico. Um excêntrico duo de ventos com um final inesperado.

2.8.17

Zelia Duncan - Perfil do Artista


Zelia Duncan

Zélia Cristina Duncan
Nasceu em Niterói (RJ), no dia 28 de outubro de 1964

Zélia Duncan apareceu no cenário da MPB juntamente com Cássia Eller e Selma Reis. Usando seu nome de batismo, Zélia Cristina, lançou seu primeiro disco pela Eldorado, em 1990.

No primeiro disco, teve que enfrentar o grande problema de quem tem talento mas ainda sem nome: um disco bastante comercial, mesmo sendo pela Eldorado, mas contendo algumas pérolas escondidas dentro dele, como a gravação de “Segredo” de Luiz Melodia com a participação dele e “Astúcia”, de Jussi Campelo.

1.8.17

Música brasileira está cada vez mais pobre e banal; de quem é a culpa?... -

Brazil News/UOL/Reprodução

Luan Santana, Gusttavo Lima e as irmãs Simone e Simaria                                   Imagem: Brazil News/UOL/Reprodução

52.7k

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

29/06/2017 04h00

A música brasileira nunca esteve tão simplória, confinada em letras que abusam de palavras repetidas e de poucos e recorrentes acordes nas composições. Os responsáveis por esse movimento não são exatamente os atuais sertanejos, mas o rock nos 1960, o rap nos 1980 e, principalmente, a massificação cultural do país desde o auge de Faustão e Gugu Liberato em seus programas de auditório.

A conclusão acima está em um estudo do pernambucano Leonardo Sales, um dos mais completos já publicados sobre o tema no Brasil e o primeiro a ir a fundo em questões harmônicas. Para chegar a um veredito o que para muitos é mais que óbvio, ele selecionou 532 artistas nacionais, analisando o espectro de letras e acordes. O resumo da pesquisa pode ser acessado aqui.

A radiografia musical é baseada nos acervos dos sites Letras.com.br (102 mil letras) e Cifras.com.br (44 mil cifras). Privilegiou artistas com mais de dez cifras e gêneros com mais de 20 artistas. Apenas faixas com pelo menos 50% do vocabulário em português e palavras constantes no nosso dicionário entraram na análise de dados.

RESUMO DOS FESTIVOS 70 ANOS



Durante a edição do Quinta com Arte do dia 13/7, foi realizada uma cerimônia de homenagens pelos 70 anos da Orquestra Municipal Maestro Júlio de Castro. Houve uma grande apresentação dos músicos tupãenses e a entrega de moção de congratulações da Câmara Municipal. A moção é de autoria do vereador Charles dos Passos.

31.7.17

Prefeitura lança site que irá fomentar turismo local

Por: Assessoria de Comunicação

http://tupa.sp.gov.br/turismo/


A prefeitura lança nesta segunda-feira (31), uma nova ferramenta digital que irá impulsionar o turismo local: o site da Secretaria Municipal de Turismo.

O recurso foi desenvolvido pelo departamento de Tecnologia e Processos da Estância Turística de Tupã e deverá auxiliar os visitantes a planejar experiências na cidade.

A ferramenta contará com filtro de pesquisa que permitirá que os viajantes encontrem hotéis, restaurantes, atrações e outras atividades. De acordo com o secretário municipal de Turismo, Caio Aoqui, o visitante poderá encontrar lojas e endereços de locais úteis na cidade.

“O site irá facilitar o acesso aos pontos turísticos e também será possível encontrar um calendário de eventos relacionados à arte, cultura e muito mais”, explicou o secretário.

O endereço na internetterá ainda uma área de divulgação gratuita dos eventos, como incentivo às atividades turísticas. “Os anunciantes terão um login de acesso ao site e publicarão as informações. A realização do eventoserá de responsabilidade exclusiva do anunciante”, disse Caio Aoqui.

O conteúdo do site do Turismo estará disponível a partir de segunda-feira, após coletiva de imprensa que ocorrerá na Prefeitura Municipal para anunciar a novidade.

“Tupã é uma cidade com destinos inspiradorese queremos que a experiência de suas atrações estejamacessíveis a todos os visitantes” afirmou Caio. “Nosso site ajudará a escolher com confiança a cidade de Tupã como próximo destino de viagem, reforçando ainda mais a mensagem de somos uma Estância Turística com ótimos atrativos”, finalizou ele.

Guerino Seiscento apresenta nova frota

DESTAQUE


Ônibus leito e semi-leito com poltronas de couro, wi-fi, TV e tomadas individuais são alguns atrativos. Novas rotas marcam a expansão da empresa tupãense.




Guerino Seiscento, o fundador da empresa

Nesta quarta-feira, dia 26 de julho, a empresa Guerino Seiscento apresentou à população tupãense sua nova frota de ônibus double decker. Logo pela manhã, um café na empresa reuniu o empresário fundador, Guerino Seiscento ao lado da esposa Olga e de seus três filhos: João Carlos, Irani, Márcia, familiares e funcionários.

20.7.17

Chimarruts - Perfil do Artista

Chimarruts

Rafa, Tati, Sander, Diego, Nê, Vinícius, Emerson e Rodrigo – Porto Alegre, Rio Grande do Sul
Os amigos Rafa, Tati, Sander, Diego, Nê, Vinícius, Emerson e Rodrigo costumavam a tomar chimarrão e a tocar violão e a cantar em praças em de Porto Alegre. Até que surgiu a idéia de formar uma banda. E em meados dos anos 2000 nasceu o Chimarruts.
Neste mesmo ano, a banda chegou a fazer alguns shows com músicas próprias que falam de amor e paz, e chegou a emplacar hits como “Chapéu de Palha” e “Iemanjá” nas rádios do Rio Grande do Sul.

18.7.17

Prefeitura homenageia Orquestra Municipal pelos seus 70 anos


Por: Assessoria de Comunicação

Na última quinta-feira, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura preparou uma linda festa para homenagear os 70 anos da Orquestra Municipal “Maestro Júlio de Castro”.

A comemoração foi marcada pela entrega de homenagens a todos os músicos; inauguração da placa com o nome da Orquestra e para finalizar a festa, a Secretaria de Cultura ofereceu um bolo a toda a população.


16.7.17

MONUMENTO dos 70 ANOS da ORQUESTRA

MONUMENTO 70 ANOS  MONUMENTO 70 ANOS2  MONUMENTO 70 ANOS3
                               MONUMENTO 70 ANOS4
Belo  Monumento  inaugurado  na  noite  de  13/7  na  Praça  da  Bandeira  em  frente  ao  espaço  “Zé Pretinho”  grande  realização  da  Prefeitura
A  Orquestra  e  seus  integrantes  sentindo se  honrados  e  felizes  pela  homenagem.
Mais  um  marco  histórico  embeleza  a  Praça  da  Bandeira

Quinta com Arte de hoje terá apresentação da Orquestra Municipal

Por: Assessoria de Comunicação

O projeto Quinta com Arte de hoje será realizado em comemoração aos 70 anos da Orquestra Municipal “Maestro Júlio de Castro”, que preparou um repertório especial para alegrar ainda mais a noite da população.

Caio Aoqui, secretário municipal de Cultura, informou que a orquestra municipal realizará a apresentação com o seguinte repertório: Eart, Wind & Fire – dance mix; In The Mod; Serenata de Shuberth; Isto aqui o que é? ; Arrastão; De volta para meu aconchego; Dois pra lá, dois pra cá; Não quero dinheiro; Seleção Tim Maia e Triste Madrugada.

14.7.17

Seleção de Tim Maia no Quinta com Arte Especial




ACONTECEU !!! NO QUINTA COM ARTE ESPECIAL DO ANIVERSÁRIO DA Orquestra Julio de Castro GRANDE FESTA ORGANIZADA PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA COM PATROCÍNIO DA PREFEITURA MUNICIPAL, REUNIDOS MUITOS, MUITOS AMIGOS DA ORQUESTRA E DA MÚSICA , PREFEITO, VICE,VEREADORES E INAUGURAÇÃO DO MONUMENTO (Belo) DOS 70 ANOS. HÁ..., COM BOLO E FESTIVO PA RA BÉ NSSSS

BELÍSSIMA FESTA !!!




6.7.17

Luiza Possi - Perfil

Luiza Possi

Luiza Possi Gadelha Rio de Janeiro, 26 de junho de 1984

Luiza é filha da cantora Zizi Possi e do produtor musical e diretor artístico Líber Gadelha. Ainda adolescente ela investiu na carreira de cantora e quando completou quatorze anos entrou para uma banda de pop/rock que era formada por integrantes na faixa dos 30 anos. Chegou a se apresentar em um grande casa de shows no Rio de Janeiro.

No ano seguinte, repetiu a dose e assim foi ganhando experiência durante suas apresentações. Até que em 1999, recebeu um convite da banda LS Jack, para participar do CD “Olho por Olho, Gente por Gente”, em um dueto com o cantor Marcus Menna na versão de “Mean sleep” intitulada “Mil Vezes”.

Nesta mesma época, sua mãe a convidou para participar de seu disco “Bossa” gravando a música “Haja o que houver”, levando-a para se apresentar nos palcos de grandes casas de shows da capital fluminense.

Em 2001, seu pai apostou em seu talento e a convidou para gravar seu primeiro disco que recebeu o nome de “Eu sou Assim”. O álbum teve produção de Rick Bonadio e foi lançado no ano seguinte.

5.7.17

Lanterna dos Afogados

LanternadosAfogados_660x310

A banda “Os Paralamas do Sucesso” é uma das mais versáteis do cenário nacional, conseguindo transitar entre o rock, o pop, o reggae e os ritmos nordestinos, sempre com muito bom gosto. A criação da música “Lanterna dos Afogados” é bem curiosa! Foi inspirada em um capítulo do romance “Jubiabá”, de Jorge Amado e composta em dez minutos por Herbert Vianna! O capítulo retrata o bar “Cais do Porto”, onde as mulheres dos pescadores esperavam os seus maridos com lanternas, para ajudá-los a achar o caminho de volta. Essas mulheres ficavam sempre aflitas, pois era uma atividade de grande risco e o medo estava sempre presente. Elas torciam a cada dia para que fosse possível encontrar novamente seus maridos.

1.7.17

NANDO CORDEL - Perfil Artistico

Nando Cordel

Nando Cordel, nasceu em 13/12/1953, em Ipojuca, em Pernambuco

Nando Corde é compositor e intérprete de inúmeros sucessos, passando por vários gêneros musicais, como, xotes, forrós, frevos, salsas, reggae e outros. Seu primeiro grande parceiro foi Dominguinhos, com quem compôs “Gostoso demais”, “Faz de mim” e “Isso aqui tá bom demais”.

A primeira canção escrita pelos dois fez um grande sucesso e foi gravada por Elba Ramalho, “De volta pro meu aconchego”. Elba também chegou a agravar “Jogo de cintura”, “Doida”, “Tem que ter molejo”, “Vem ficar comigo” e “Vê estrelas”.


16.6.17

Proerd 2017 FORMATURA



Outro  video  da  apoteose  da  FORMATURA  DO  PROERD  DE  14/6/2017
Ginásio  de  Esportes  do  Instituto Federal de São Paulo - Tupã
Animadíssima  galera  de  estudantes,  Policia Militar  e  Orquestra Júlio de Castro

Os 10 maiores álbuns de jazz da história

Os 10 maiores álbuns de jazz da história


Carlos Willian Leite
POR CARLOS WILLIAN LEITE
EM MÚSICA

Para se chegar ao resultado fizemos uma compilação de listas publicadas por sites, jornais, revistas e suplementos culturais especializados em música. O objetivo da pesquisa era identificar, baseado nestas listas, quais eram os dez mais importantes discos de jazz, de artistas diferentes, em todos os tempos. Nos casos de John Coltrane e Miles Davis que aparecem em todas as listas pesquisadas com mais de um álbum listados, priorizamos aquele que teve o maior número de citações. Além de Coltrane e Davis, a seleção traz uma galeria de lendas como The Dave Brubeck Quartet, Herbie Hancock, Antonio Carlos Jobim, João Gilberto, Stan Getz, Sonny Rollins Quartet, Erroll Garner, Charlie Parker, Dizzy Gillespie, Ornette Coleman e Charles Mingus.



Proerd 2017





Mais  um  video   da  Formatura  do  Proerd  2017  no  Ginásio de Esportes  do  Instituto Federal de São Paulo Tupã.  Execução  dos  Hinos  Nacional  Brasileiro  e  de  Tupã
Grandiosa  festa  civica.

15.6.17

PROERD17





Video obtido no Faceboock:  Trecho - Apoteose  da  Formatura  do  PROERD    -  Galerinha  de  Estudantes  (animadíssima)  Polícia  Militar  e  Orquestra  Júlio  de  Castro -  GRANDE  FESTA

no  Ginásio  do  Instituto Federal de São Paulo - Tupã

14/6/2017

25.5.17

DIA DA INFANTARIA


Atendendo  convite  do  Sgtº  JUNIOR  instrutor  do  TG  em  Tupã  a  Orquestra Júlio de Castro  participou das  festividades  em  comemoração  do  DIA  DA  INFANTARIA    na  ultima  quarta feira (24/5).   Mais  uma  grande  noite  e  belíssima  festa militar  no  quartel  do  Tiro  de  Gerra





22.5.17

UNIVERSO CULTURAL

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo
A imagem pode conter: 1 pessoa, no palco
A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas no palco e pessoas sentadas
Mais 2
Orquestra Municipal Maestro Júlio de Castro para Universo Cultural
ACONTECEU O MUSICAL no UNIVERSO CULTURAL MESMO COM CHUVA E FRIO O CALOR DA GALERA DE UNIVERSO FOI INCRÍVEL = SHOWW
Retomada do projeto Universo Cultural no distrito de Universo.... realizado pela prefeitura de Tupã por meio da Secretaria de Cultura.... grande oportunidade para os moradores do distrito.

20.5.17

Big bands paulistas

POSTADO EM 17/05/2017

Big bands paulistas

big-bands-paulistas-dest-lcto
Além de ser um registro da memória musical paulista, livro mostra as orquestras como agentes de lazer e sociabilização por meio da arte

Exemplo do intercâmbio entre as publicações da editora com a área de programação do Sesc São Paulo, o livro Big bands paulistas: história de orquestras de baile do interior de São Paulo, de Ildefonso Martins e José Pedro Soares Martins, é fruto da mesma pesquisa que originou, em 2014, uma exposição interativa realizada no Sesc Campinas. Naquela ocasião, o público pôde vivenciar a vitalidade das big bands por meio de fotografias, vídeos e registros fonográficos. Agora a experiência do público é ampliada com um livro que, além de ser um registro da memória musical paulista, trata de aspectos socioculturais relevantes ao mostrar as orquestras como agentes de lazer e sociabilização por meio da arte.
Ambos os autores são grandes entusiastas da música. José Ildefonso Martins é professor, advogado e consultor para as áreas de responsabilidade social e formação profissional. Há mais de 40 anos pesquisa a música popular brasileira, sobre a qual possui um considerável acervo, e tem artigos publicados em jornais e revistas especializados. José Pedro Soares Martins é jornalista e escritor, autor de livros sobre meio ambiente, cidadania, história e cultura, como Festas populares do Brasil (Komedi, 2011) e Carnaval encantado (Komedi, 2013).
A dupla de autores dedica os quatro primeiros capítulos do livro à contextualização da relevância das orquestras para a vida cultural do interior paulista. Os títulos dos demais capítulos, que remetem às estações de trem, são um recurso criativo, que vincula a história das big bands à das ferrovias, evocando dois fatores (um cultural e outro econômico) que, no passado, contribuíram consideravelmente para o desenvolvimento das cidades do interior.
Ao todo, são nove os capítulos sobre as orquestras das cidades de Catanduva, São Carlos do Pinhal, Franca, Guararapes, Jaboticabal, Jaú, Rio Claro, São José do Rio Preto e Tupã, em que são apresentados os músicos e as peculiaridades da organização dos grupos e do trabalho por eles desenvolvido. Nesse sentido, a obra enfatiza a importância da educação musical, que era parte do currículo escolar na época, e o papel cultural e social de destaque dessas orquestras para as cidades do interior. Big bands paulistas traz ainda "causos" curiosos e cômicos, que tornam o livro mais acessível a todo tipo de público leitor, e um posfácio assinado pelo pós-doutor em história e música pelo Instituto de Artes da Unesp, Sérgio Estephan.
https://twitter.com/edicoessescsp

17.5.17

ADILSON de CASTRO - Trompete


Com  pesar  registramos o  falecimento  do  estimado  músico  de  exelência,  ocorrido  ontem.
Adilson  de  Castro   nasceu  em  Viradouro SP,  casado  com  Telma Ribeiro de Castro deixa  três  filhos e  netos.
Participou com  raro  brilhantismo  na
Nelson e Sua Orquestra Tupã,
Leopoldo e Orquestra Tupã  e  Birds.
Era  o  caçula  dos  irmãos  Castro  filho  do  Maestro Júlio de Castro  e  Elvira  Silvério  de  Castro.   NOSSAS  HOMENAGENS

MAESTRO JÚLIO DE CASTRO


17/maio    data  do  falecimento  do  nosso  patrono,  organizador  e  primeiro  maestro,  54 anos  se  passaram  da  triste  noticia  em  que  o  maestro  passou  mau  e  faleceu  quando  viajava  empresariando  a  Nélson e Orquestra Tupã,  na cidade de Tiete sp.

JÚLIO  DE  CASTRO  nascido  em  02/dezembro/1897  faleceu em 17/maio/1963
       Casado com Dna Elvira Silveira de Castro  e  pais  dos  sete   filhos, 

​ músicos:
       Nélson, Jason, Wilson, Gelson, Leopoldo, Júlio e Adílson

Trazido  para  Tupã  pelos senhores Luís de Souza Leão,  José Lemes Soares, irmãos Scandiuzi e João Messas  vindo  de  Monte Azul sp   para  criar  e  organizar  uma  Banda Musical  Municipal   hoje  nossa  gloriosa  ORQUESTRA MUNICIPAL MAESTRO JÚLIO DE CASTRO  (nome em  sua  homenagem)
Marco  da  história musical de Tupã, da  vinda  e  criação  da  Banda  propiciou  o  surgimento em  nossa  cidade  uma  incrivel  evolução e  surgimento  de  Big Bands  de  expressão  nacional.

NOSSA   LEMBRANÇA    E    HOMENAGEM.

10.5.17

AUDIÇÃO no PARAISO do ARTESANATO


Participação  da  Orquestra  na  Feira  de  artesanato e  praça  de  alimentação  festiva  no  distrito de Parnaso - Tupã  em  12/5 Sexta feira - especial homenagem  as  mães.  Organização da Secretaria Municipal de Cultura  e  Prefeitura  de Tupã.

7.5.17

MORRE O SAMBISTA ALMIR GUINETO, CANTOR ERA CASADO COM UMA TUPÃENSE E MOROU NA CIDADE POR NOVE ANOS

05/05/2017

O sambista Almir Guineto morreu, aos 70 anos, na manhã desta sexta-feira (5) no Rio após complicações de problemas renais crônicos e diabetes.

Um dos fundadores do Fundo de Quintal, ele estava em tratamento no Hospital Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
A família do cantor agradeceu pelas orações e o carinho de todos os fãs e admiradores através de uma rede social.

Nos últimos 15 meses, Almir Guineto lutava contra problemas renais crônicos, o que o impossibilitou de assumir compromissos em shows e apresentações.
Nascido e criado no Morro do Salgueiro, na Zona Norte do Rio, Almir Guineto teve contato direto com o samba desde a infância, já que havia vários músicos em sua família.
 Seu pai Iraci de Souza Serra era violonista e integrava o grupo Fina Flor do Samba; sua mãe Nair de Souza, conhecida como "Dona Fia", era costureira e uma das principais figuras da Acadêmicos do Salgueiro; seu irmão Francisco de Souza Serra, conhecido como Chiquinho, foi um dos fundadores dos "Originais do Samba".
 Na década de 1970, Almir já era mestre de bateria e um dos diretores da Salgueiro e fazia parte do grupo de compositores que freqüentavam o Bloco Carnavalesco Cacique de Ramos.
Nessa época, Almir inovou o samba ao introduzir o banjo adaptado com um braço de cavaquinho. O instrumento híbrido foi adotado por vários grupos de samba.
 Em 1979, Almir mudou-se para a cidade de São Paulo para se tornar o cavaquinista dos Originais do Samba. Lá fez "Bebedeira do Zé", sua primeira composição gravada pelo grupo, onde a voz do Sambista aparece puxa o verso "Mas dá um tempo na cachaça, Zé/ Para prolongar o seu viver" e a sambista Beth Carvalho gravou algumas composições de Guineto, como "Coisinha do Pai", "Pedi ao Céu" e "Tem Nada Não".

Fundo de Quintal e carreira solo

No início dos anos 80, ele ajudou a fundar o grupo Fundo de Quintal junto com os sambistas Bira, Jorge Aragão, Neoci, Sereno, Sombrinha e Ubirany. Mas ele deixou o grupo logo após a gravação de "Samba é no Fundo de Quintal", primeiro LP do conjunto, e seguiu para carreira solo. O músico é autor de músicas como "Caxambu", "Meiguice Descarada" e "Conselho".
Cantor morou por  9 anos em Tupã, era casado com uma tupãense

Em agosto  de 2002  o cantor e compositor Almir Guineto casou-se em Tupã  e fixou residência na cidade  por  nove anos, morando na Vila Inglesa.

Ele conheceu sua esposa, Cristina, em São Paulo, e apaixonou-se,  segundo suas próprias palavras. Cristina é neta da saudosa Tia Zefa, da Escola de Samba Carioca.
Almir Guineto faleceu em decorrência de complicações provocadas por insuficiência renal crônica. A doença havia sido diagnosticada no final de 2015, e desde junho de 2016 o sambista estava afastado dos palcos.

Tupã  Noticias