14.12.14

Pascoal Meirelles: “É um crime tocar música instrumental?!”

Com 50 anos de carreira, o baterista lamenta o abandono da mídia ao gênero tão popular dos anos 1960 a 1980

Victor Santos11/12/2014 19:08, atualizada às 12/12/2014 16:55

Pascoal Meirelles, 50 anos na estrada. Fot: Arquivo Pessoal/Facebook

Pascoal Meirelles, 50 anos na estrada. Foto: Arquivo Pessoal/Facebook

O álbum 50 celebra uma longa trajetória do baterista, compositor e arranjador, Pascoal Meirelles. Nascido em Belo Horizonte, começou sua carreira no início dos anos 1960, quando tocava em bailes da noite mineira, na capital e no interior.  Na época, fazia parte de duas bandas, O Tempo Trio — que seguia o modelo dos combos de Bossa Nova com piano, baixo e bateria — e um grupo de baile, um quinteto com Milton Nascimento no baixo e nos vocais. Em 1966, o Tempo Trio foi contratado para gravar seu único álbum pela EMI/Odeon, no Rio de Janeiro. 

Passado pouco tempo, Pascoal foi morar no Rio de Janeiro, em uma casa que ficava na rua atrás do Canecão, tradicional casa de shows carioca. Na transição dos anos 1960 para os 70, o baterista se envolveu definitivamente com o cenário musical, não só em conjuntos musicais, mas também em muitas gravações, além de acompanhar grandes músicos da época. Desenvolveu seutrabalho, principalmente, junto a dois grandes nomes da época, um deles o pianista Osmar Milito, que trabalhou bastante no desenvolvimento de trilhas sonoras para a televisão, o outro é o clarinetista e saxofonista Paulo Moura (leia), que, entre outras colaborações, levou Pascoal para tocar com Maysa Matarazzo no Canecão, em 1969.

Nessa época, participou da gravação de diversos álbuns, entre eles está o renomado disco de Arthur Verocai, de 1972 (leia sobre o disco), e o álbum Caça a Raposa de João Bosco, gravado em 1975 (Veja a entrevista que o músico concedeu à Brasileiros em 2012). Neste mesmo ano, começou seus estudos na Universidade de Berklee, na cidade de Boston, em Massachussets (EUA), onde aprimorou sua técnica e desenvolveu seu lado acadêmico. Durante sua estadia no exterior foi convidado para gravar o álbum Terra Brasilis, de Tom Jobim, em Nova York.

5.12.14

Prefeitura de Vitória abre inscrições de edital para músicos, no ES

Projeto 'Mar de Música' vai promover shows na capital durante o verão.
Inscrições vão até o dia 29 de dezembro.

Do G1 ES

Palcos serão colocados em vários pontos da capital (Foto: Yuri Barichivich/ PMV)

Palcos serão colocados em vários pontos da
capital (Foto: Yuri Barichivich/ PMV)

A Prefeitura de Vitória abriu, nesta quarta-feira (3), as inscrições para músicos que queiram participar do projeto cultural 'Mar da Música', que vai selecionar atrações para tocar em palcos espalhados pela cidade entre os dias 10 de janeiro e 31 de março. As inscrições vão até o dia 29 de dezembro.

Podem participar do edital artistas em carreira solo ou bandas, em seis categorias diferentes. Entre elas, estão artista solo de música instrumental, artistas que tenham entre dois e três anos de carreira e aqueles que tenham no mínimo um ano na estrada. As inscrições vão acontecer de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, no Protocolo Geral da Prefeitura de Vitória. Elas podem ser realizadas também através dos Correios.

O edital vai distribuir R$ 147 mil em prêmios, divididos para 30 artistas das seis categorias. O valor dos prêmios também varia de R$ 1 mil para a primeira categoria e R$ 15 mil para a última. A quantia será paga pela Secretaria Municipal de Cultura (Semc). Os palcos serão colocados em lugares como o Centro e a Praia de Camburi, promovendo espetáculos gratuitos.

http://g1.globo.com/

4.12.14

Dudu Quirino Quarteto abre Natal pela Paz em Caraguá

Dudu Quirino trabalha com formação de quarteto, sempre com músicos diferentes, há mais de dez anos. (Foto: Divulgação/Gianni D`Angelo/PMC)

Dudu Quirino trabalha com formação de quarteto, sempre com músicos diferentes, há mais de dez anos. (Foto: Divulgação/Gianni D`Angelo/PMC)

A partir desta sexta (5), às 20h30, começa a tradicional festa Natal Pela Paz. A praça Dr. Cândido Motta recebe a apresentação da banda musical Dudu Quirino Quarteto, ao som de MPB, Bossa Nova e temas Natalinos.

19.11.14

Choro Jazz chegará em Fortaleza a partir do dia 27 no Dragão do Mar

Evento prosseguirá para Jericoacoara em dezembro e proporcionará intercâmbio cultural com convidados internacionais ligados ao estilo musical

Além de música, o festival de jazz proporcionará workshops em todas as manhãs do evento no Dragão do Mar

GRATUITOChoro Jazz chegará em Fortaleza a partir do dia 27 no Dragão do Mar(0)PODEROSAAnitta posa para revista e fala sobre preconceito musical(0)ANIVERSÁRIOSest Senat comemora 20 anos com shows gratuitos no Parque do Cocó(0

Fortaleza receberá a 6ª edição do Festival Choro Jazz entre os dias 27 e 29 de novembro, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O evento – totalmente gratuito – proporciona um panorama nacional que contempla os estados e promove um intercâmbio cultural com convidados internacionais que são referência no estilo musical. Em seguida, o festival prosseguirá para Jericoacoara, de 2 a 7 de dezembro.

17.11.14

Fundec realiza a 1ª Mostra Instrumental

Evento visa dar informações e sanar dúvidas sobre os cursos oferecidos pelo Instituto Municipal de Música de Sorocaba
Inscrições para os cursos do Instituto Municipal de Música de Sorocaba, que funciona na Fundec, acontecem de 12 a 16 de janeiro de 2015 - ALDO V. SILVA / ARQUIVO JCS (22/3/2012)
Maíra Fernandes
maira.fernandes@jcruzeiro.com.br

Para sanar dúvidas e apresentar os cursos oferecidos gratuitamente pelo Instituto Municipal de Música de Sorocaba (IMMS), administrado pela Fundec, a instituição realiza nesta segunda-feira a sua 1ª Mostra Instrumental, aberta a toda a população, principalmente aos interessadas em ingressar nos cursos, no ano que vem, e cujas inscrições acontecem de 12 a 16 de janeiro de 2015. Como opções para os candidatos, a mostra será apresentada em dois horários: às 10h e às 15h.
O encontro será uma aula aberta, onde o professor Leonardo Batista explicará o funcionamento da Fundec, bem como do IMMS, e exibirá um vídeo com depoimentos de todos os professores do instituto. Alguns professores e alunos também participarão do evento tocando ao vivo, além de informar sobre os instrumentos musicais, que poderão ser tocados pelo público, e suas funções.

15.11.14

Cientistas descobriram a prova de que os músicos são diferentes das outras pessoas

Por Erin Brodwin

genes

As habilidades dos músicos estão no DNA.

A notícia: Ao contrário do que nos foi dito ao longo do tempo, enquanto nos arrastávamos para as aulas de música e gastávamos horas trabalhando no dedilhado do piano ou nos exercícios de flauta, a prática não faz a perfeição. Isto é, a menos que você tenha o perfil genético para ser uma estrela.

Independentemente das horas gastas praticando, dois gêmeos têm aproximadamente a mesma capacidade musical, de acordo com um estudo recente publicado na revista Psychological Sciences.

11.11.14

O Ouro de Mehmari

Músico de Ribeirão Preto lança CD em homenagem a um dos maiores compositores brasileiros: Ernesto Nazareth


Divulgação
Radicado em São Paulo, André Mehmari gravou ‘Ouro Sobre o Azul’ em apenas três dias, em seu estúdio, que fica na Serra da Cantareira (Foto: Divulgação)
Antes de despencar de uma cachoeira, doente e enlouquecido, Ernesto Nazareth (1864-1932) deixou uma obra ampla e inesquecível para o cancioneiro nacional. No currículo, composições como “Odeon”, “Fon-Fon”, “Reboliço”, “Brejeiro”, “Pássaros em festa” e “Ouro Sobre o Azul”. Esta última dá nome ao novo disco de André Mehmari, um dos compositores e arranjadores mais prolíficos da música instrumental brasileira.
Nascido em Niterói, mas criado em Ribeirão Preto desde tenra idade, Mehmari vive atualmente na Serra da Cantareira, na grande São Paulo, onde montou um selo/estúdio: o Monteverdi. Foi lá que gravou, sozinho, apenas com o piano, seu disco tributo ao mestre carioca.

29.10.14

Festival "Grandes Bandas Grandes" tem programação especial no Almanaque Café

Participam da 3ª edição do evento a Orquestra Mundana, Carlinhos Antunes, Orquestra de Choro Campineira, Na Gaveta, SP Jazz Big Band e Rubinho Antunes

Grandes na formação e importantes na cena musical, os coletivos do gênero big band estão movimentando o circuito cultural de Campinas, com o projeto “Movimento Grandes Bandas Grandes”. Em novembro, os improvisos e a sonoridade ímpar estarão presentes no festival “Grandes Bandas Grandes”, no Almanaque Café, entre os dias 5 e 26, sempre às quartas-feiras, a partir das 21h. O evento reúne craques da música instrumental, como Carlinhos Antunes e Orquestra Mundana, SP Jazz Big Band convida Rubinho Antunes, Orquestra de Choro Campineira e Big Band na Gaveta.
No dia 1º de novembro, às 12h, a Big Band Barão Geraldo, banda formada por músicos de Campinas, fará apresentação na Praça do Coco, localizada no distrito de Barão Geraldo, aberta ao público.
Sobre o projeto

16.10.14

FAM recebe mais de 500 músicas de todo o País


O Festival de Música da Alta Mogiana, que chega neste ano à sua 6ª edição, encerrou as inscrições para recebimento de músicas que participarão da seleção. Neste ano, o FAM - que acontece entre os dias 27 e 29 de novembro - recebeu 527 músicas.

Ribeirão Preto, 15 de outubro de 2014 – A 6ª edição do FAM – Festival de Música da Alta Mogiana, que acontece nos dias 27, 28 e 29 de novembro nos Estúdios Kaiser de Cinema, em Ribeirão Preto (SP), encerrou nesta semana o período de inscrições das músicas que participarão da seleção. Neste ano, a organização do FAM recebeu 527 músicas, sendo 471 canções e 56 instrumentais – destas, 24 participarão do Festival, que nesta 6ª edição terá duas categorias: Canção (música e letra) e Instrumental (executada apenas por instrumentos). A lista das músicas que concorrerão aos prêmios, que totalizam R$ 32,5 mil, será divulgada no próximo dia 25 de outubro.
Nesta edição, foram recebidas músicas dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Bahia, Rio Grande do Sul, Rondônia, Paraíba, Espírito Santo, Ceará, Goiânia, Distrito Federal, Pará, Paraná, Tocantins, Acre e Maranhão. De Ribeirão Preto, sede do Festival, foram 86 músicas, sendo 21 na categoria instrumental. No ano passado, a cidade marcou presença com seis músicas classificadas: “A do cachorro” (JP Barrionovo/ RP3), “Acelerado” (Zé de Riba), “DNA Caipira” (Adelmo Alves Ferreira/Adriana Magrini Ferreira), “Infância” (Flavio Anchieta), “Paralelepípedos e outras proparoxítonas” (Aroldo Smrdel Moreira) e “Elvira Lourdes” (Zé Sales). No ano passado, o primeiro lugar ficou para a música “Because Ousa”, de autoria de Dani Black e João Guarizo, interpretado por Duda Brack, de São Paulo.
Segundo o diretor artístico do evento, Dimi Zumquê, a proposta é reunir em um só festival a cultura musical de diversos cantos do Brasil, resgatando os tradicionais festivais populares em que foram descobertos grandes artistas da MPB. “Nesta edição, uma das novidades é a categoria instrumental, que surpreendeu pela qualidade das músicas inscritas”, diz. Segundo ele, a ideia do Festival é divulgar os talentos de todas as regiões do País e revelar novos talentos. “Teremos mais uma edição com belas composições, intérpretes e músicos, o que valoriza o evento, beneficia o artista e satisfaz o público. Tudo isso dentro de um clima de competição saudável”, acredita.
CLASSIFICAÇÃO
Ao todo, 24 músicas serão classificadas, sendo 20 da Categoria Canção e quatro da Categoria Instrumental, que farão parte de um CD institucional do Festival. No ano passado, foram inscritas 574 músicas de vários Estados brasileiros. Pelo palco do FAM, além dos concorrentes, já passaram nomes como Elza Soares, Funk Como Le Gusta, Mundo Livre S/A, Aláfia, BNegão e Tribo de Jah, entre outros artistas.
Nesta edição, serão R$ 32,5 mil em prêmios, distribuídos da seguinte forma: 1º Lugar (R$ 10.000,00), 2º Lugar (R$ 6.000,00), 3º Lugar R$ 5.000,00, 4º Lugar (R$ 3.000,00), 5º Lugar (R$ 2.000,00), Melhor música Instrumental (R$ 3.000,00) e do 6° ao 12° Lugares (R$ 500,00 cada uma). O primeiro colocado do festival, além da premiação em dinheiro, ganhará também a gravação e mixagem de um disco no estúdio Sollua, também conhecido como Gargolândia (gargolandia.com.br).
O FAM - Festival de Música da Alta Mogiana é uma realização da Eclética Produtora de Ideias! e Zumquê Produções & Arte com o incentivo do ProAC (Programa de Ação Cultural da Secretaria de Estado da Cultura) e patrocínio da Coca-Cola Andina Brasil. Conta também com o apoio do Coletivo Fuligem, Guitar Music Shop, São Paulo Film Commission e da Secretaria Municipal de Cultura de Ribeirão Preto.
SERVIÇO:
FAM – FESTIVAL DE MÚSICA DA ALTA MOGIANA (6ª edição)
Data: 27 a 29 de novembro
Horário: 21 horas
Local: nos Estúdios Kaiser de Cinema - Rua Mariana Junqueira, 33
Informações: (16) 3620-7032 / 3043-6504
Informações à Imprensa
Verbo Nostro Comunicação Planejada – (16) 3632-6202 / 3610-8659
Jornalistas responsáveis: Andréa Berzotti, Luciana Grili, Valter Jossi Wagner
Estagiário: Júlio Fontes

Pautas INCorporativa  http://www.pautas.incorporativa.com.br/

9.10.14

SpokFrevo Orquestra e o sonho americano

Depois de se fazer presente em inúmeras salas de concerto de toda a Europa, o frevo jazzístico, repaginado e com pegada contemporânea vai chegar ao maior mercado fonográfico do mundo e dificílimo de se entrar. A SpokFrevo Orquestra parte para uma turnê pelos Estados Unidos com série de oito shows, a partir de 19 de outubro, que incluem concertos em importantes centros musicais. Dois deles na sala The Appel Room, no Lincoln Center, em Nova Iorque, nos dias 24 e 25. O grupo apresentará o último CD gravado, Ninho de Vespa, com o qual a SPO venceu o Prêmio da Música Brasileira deste ano na categoria grupo instrumental.

A nova sequência de apresentações começa no Berklee Performance Center, em Boston. Para promover a turnê, a SPO assinou parceria com o selo Motéma, sediado em San Francisco e com escritório no bairro do Harlem, em Nova York. A gravadora especializada em jazz e outros gêneros musicais, com portfólio de artistas vencedores do Grammy, irá divulgar o grupo pernambucano em território norte-americano.

Num dos cenários mais bonitos e representativos para o grupo na cidade, o Paço do Frevo, o Social1 conversou com Inaldo Cavalcante de Albuquerque, a.k.a maestro Spok, e Gilberto Pontes, o saxofonista Giba, sócios na orquestra sobre a turnê e a realização de um sonho.

Fotos: Dayvison Nunes/JC Imagem

Fotos: Dayvison Nunes/JC Imagem

O que representa essa turnê para a carreira da SPO?

Curso para professores discutirá cultura popular brasileira

Encontros na Casa das Rosas irão abordar a obrigatoriedade do estudo de história e cultura afro-brasileira na educação básica

por Portal BrasilPublicado: 08/10/2014 15h18

Divulgação/EBCEncontros também irão abordar e analisar as práticas culturais africanas

Encontros também irão abordar e analisar as práticas culturais africanas

IProfessores e educadores interessados em participar da oficina temática sobre cultura popular brasileira oferecida pela Casa das Rosas, em São Paulo (SP), podem se inscrever até 22 de outubro. Os encontros serão realizados aos sábados, das 14 às 17h, nos dias 1º, 8 e 22 de novembro. Já no dia 29 do mesmo mês, a oficina será estendida até às 18h para oferecer aos participantes atividade de vivência com tambores. 

O curso irá abordar aspectos da cultura popular brasileira em consonância com a lei federal nº 10.639/2003, que determina a obrigatoriedade do estudo de história e cultura afro-brasileira.

Ministrado pelos profissionais Pedro Rodrigues, Gustavo Cék e Rômulo Nardes, o foco é discutir a participação africana e afro-brasileira no processo de conformação da cultura popular brasileira.

Também haverá análise das práticas culturais, maracatus, sambas e afoxés, a partir do debate de elementos fundamentais como: a oralidade, a música, as festas, a religiosidade, a literatura, as encenações, o canto e a dança. Vale ressaltar que no último encontro haverá uma vivência musical sobre os ritmos abordados durante o curso.

7.10.14

“A Música Instrumental Pede Passagem” em Maringá e região a partir desta quarta

Pela primeira vez, o grupo de jazz curitibano Mano a Mano Trio desembarca em Maringá para uma série de apresentações que integram o projeto “A Música Instrumental Pede Passagem”. A iniciativa, realizada pela produtora Cottonet-Clube, foi uma das selecionadas pelo Viapar Cultural no início deste ano e conta com fomento à cultura do Instituto Cultural Ingá (ICI).

5.10.14

Boutique Vintage recebe show do grupo Rubato in Gruvi

Na última sexta-feira de outubro, dia 31, a Boutique Vintage Brechó&Bar receberá o grupo Rubato in Gruvi, com música instrumental brasileira, às 21h.

Divulgação

Divulgação

Show tem entrada pelo esquema "pague quanto vale"

Formado por André Freitas (vibrafone), André Trulio (contrabaixo), Elder de Souza (bateria) e Wilton Carvalho (violão, saxofones e viola de arco), o Rubato In Gruvi completará em 2014 dez anos de uma trajetória exclusivamente voltada à música instrumental.

Surgido na ULM – Tom Jobim, atual EMESP, como um grupo de estudos e experimentos, o quarteto tornou-se profissional junto com seus integrantes, mantendo a liberdade criativa e a improvisação como suas principais características. Sempre trabalhando novos e inovadores arranjos de clássicos da MPB, além das músicas de seu primeiro álbum “Fermata a Tempo” (2009), o grupo reveza a criação de arranjos, a execução dos temas e improvisações, tendo todos os instrumentistas e instrumentos como protagonistas em determinado momento.

As músicas autorais do Rubato, compostas por André Trulio e Wilton Carvalho, aliam influências eruditas – com arranjos bem acabados e peças longas - e populares – improvisação e muito groove, criando um ambiente ao mesmo tempo elegante e descontraído, graças à sólida formação de seus integrantes. Mestres da música brasileira e jazzística, como Tom Jobim e João Donato, são as principais influências do grupo.

24.9.14

1001 álbuns para ouvir antes de morrer disponíveis on-line

1001 álbuns para ouvir antes de morrer disponíveis on-line

em Música

Depois de um longo período fora do ar, a rádio romena 3 Net voltou a disponibilizar o projeto  “1001 Álbuns Para Ouvir Antes de Morrer.”  Os álbuns são os mesmos do livro “1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer”, do jornalista Robert Dimery. Do rock ao pop, são apresentados os melhores álbuns dos últimos 50 anos. A seleção foi feita em 2006 por 90 jornalistas e críticos e abrange a história da música de 1955 a 2005, de Frank Sinatra a Arcade Fire. Artistas brasileiros como João Gilberto, Tom Jobim, Caetano Veloso,  Astrud Gilberto, Bebel Gilberto, Mutantes, Chico Buarque, Elis Regina, Jorge Ben Jor e Sepultura também estão presentes.

Para ouvir, basta clicar no CD desejado e aguardar o player no canto superior direito do site. O projeto ainda não está disponível para plataformas móveis.

Clique no link para acessar: 1001 álbuns para ouvir antes de morrer

Carlos Willian Leite  Por Carlos Willian Leite 

Revista Bula    http://www.revistabula.com/

18.9.14

Banda Jovem Sagrado Coração vai se apresentar em 10 escolas de Mogi

Cerca de 4 mil alunos da rede estadual da cidade terão oportunidade de aprender sobre música instrumental

Divulgação

Estudantes vão receber, além da apresentação, informações didáticas sobre o meio musical

Jéssica Almeida
Da reportagem local

A influência da música na formação de jovens e crianças é o que inspirou a Banda Jovem Sagrado Coração, a realizar apresentações em 10 escolas estaduais de Mogi das Cruzes, como parte do projeto "Música, Formação e Transformação", que pretende chegar a aproximadamente quatro mil estudantes.
Até o dia 12 de novembro, sempre as quartas-feiras, às 15 horas, o grupo toca em centros educacionais, de Jundiapeba à Sabaúna. Hoje a apresentação será na Escola Estadual Professor Cláudio Abrahão, que fica na Vila Jundiaí. De acordo com Allan Caetano, maestro e idealizador do projeto, o objetivo é difundir a música instrumental entre os estudantes. "Nós já nos apresentamos em algumas escolas, mas é a primeira vez que faremos um circuito por várias delas. A ideia é levar a música instrumental para os alunos e fazê-los enxergar as inúmeras possibilidades além cultura de massa", comentou.

 

13.9.14

Setembro instrumental

Segunda edição do Festival Internacional de Música em Goiás (Figo) realiza apresentações em Goiânia, Pirenópolis e Alto Paraíso

O mês de setembro abre as portas para a segunda edição do Festival Internacional de Música em Goiás (Figo), um importante reforço para a agenda cultural do Estado. Com foco na música erudita, jazz, blues e instrumental, e abrindo espaço para a cultura popular, a mostra pretende estimular o acesso às produções deste universo musical, formando público, permitindo intercâmbio entre artistas e produtores e incentivando o escoamento dos produtos culturais.

A primeira edição do festival foi realizada em 2013, nas cidades de Goiânia e Pirenópolis, com um expressivo sucesso de público. Nesta edição de 2014, o Figo se expande para Alto Paraíso, município localizado na região da Chapada dos Veadeiros. Ao todo, a programação traz 33 apresentações artísticas. Serão artistas das cenas nacional e internacional, além de um espaço garantido para 12 apresentações goianas, selecionadas por meio de edital, com curadoria especializada e independente.

A extensa lista de artistas que vão se apresentar no festival se divide entre as três cidades, com dois dias de programação em Alto Paraíso, nos dias 12 e 13 de setembro, em Pirenópolis, nos dias 19 e 20, e, por fim, o fim de semana de 26 a 28, em Goiânia, no Centro Cultural Oscar Niemeyer.

12.9.14

Conservatório de Tatuí abre 61 vagas a novos alunos

Vagas são para 13 cursos diferentes nas áreas de música clássica, choro e MPB & Jazz

O Conservatório de Tatuí, instituição do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura do Estado, recebe a partir da próxima segunda-feira, 15, inscrições de candidatos a 61 novas vagas em 13 cursos diferentes nas áreas de cordas, sopros – metais, percussão sinfônica,performance histórica, violão clássico MPB & Jazz e choro. As inscrições podem ser feitas até a sexta-feira, 19, pelo site conservatoriodetatui.org.br/vagas.

São oferecidas vagas para violino (12 vagas somente para candidatos com até 11 anos); trompete (6), trompa (9), trombone (12), percussão sinfônica (1), violoncelo barroco/viola da gamba (2), violão clássico (7), guitarra (2), piano popular (1), saxofone popular (3), trompete popular (2), bateria (3) e flauta transversal – choro (1).

7.9.14

Os 10 maiores cantores da música popular brasileira em todos os tempos

 

Revista Bula

 

Não sei quanto a vocês mas, eu detesto listas. Todas elas. Simplesmente, não suporto. Lista de convidados. Lista dos convidados a se retirarem. Lista de medicamentos. Lista de espera. Lista de aprovados. Lista de recém-nascidos. Lista de mortos na queda de um avião. Lista de demitidos. Lista de compras pro supermercado. Lista de alimentos que dão câncer. Lista dos lábios que eu não beijei. Lista de doenças sexualmente transmissíveis. Lista para a câmara de gás. Lista dos mais incríveis, dos inesquecíveis, dos mais influentes, dos piores, dos queridinhos, dos preteridos. Lista das listas. Eu acho tudo isso um saco.

Por que, então, volta e meia, eu as escrevo? — vocês hão de perguntar, pois também não se ligam nelas ou, ao contrário, são uns aficionados. Eu as faço, caros leitores, por contingências do meu editor. Só isso. Ele me obriga. Sou regiamente pago com mimos, confesso. Sou movido à bajulação e ele vive a dizer que eu escrevo demais. Também penso assim. Se me deixarem, eu escrevo muito, um dia inteiro e sem fazer pausa. Um escândalo.

28.8.14

De sexta a domingo, Cavalcante sedia Festival de Música Instrumental e Arte Popular

DIÁRIO DA MANHÃ

ANDREIA PEREIRA

A cidade de Cavalcante (GO) recebe, a partir desta sexta-feira (29), a décima edição do Festival de Música Instrumental e Arte Popular. Com entrada franca, o público vai assistir a apresentações teatrais, musicais e circenses.

Cavalcante está localizada a 300 Km de Brasília. As apresentações vão ocorrer na praça Diogo Telles de sexta a domingo. Para o evento, foram convidados artistas de várias regiões do País.  Um dos mais esperados é o bandolinista e compositor Hamilton Holanda. 

Entre as atrações estão Uskaba reggae,  Mocambos, Incenso de Fulô, Forró do parceiro, Pequena Orquestra de Cavalcante, Balé da Casabraço, Circo Teatro Artetude, Quarteto capital, Dança da Sussa, Hamilton de Holanda, Brasilia Popular Orquestra. 

O evento, que é patrocinado pela Petrobras, tem por objetivo promover o intercâmbio cultural e o turismo, no local.

Foto: Marcelo Dischinge

Foto: Marcelo Dischinge

26.8.14

Música instrumental é tema de shows e workshops com 140 vagas gratuitas

Atividades são realizadas pela Oficina Cultural Timochenco Wehbi.
Músicos como Fúlvio Oliveira e Ricardo Herz participam da programação.

Do G1 Presidente Prudente

Trio Corrente está entre as atrações do festival (Foto: Jorge Rosenberg/Divulgação)TTrio Corrente está entre as atrações do festival (Foto: Jorge Rosenberg/Divulgação)

A Oficina Cultural Timochenco Wehbi realiza, entre quinta-feira (28) e domingo (31), o evento Música Instrumental em Presidente Prudente (MIPP). Além de shows, estão programadas ações de formação, por meio de workshops, com 140 vagas gratuitas. Já os ingressos para as apresentações devem ser retirados com duas horas de antecedência.

A primeira ação é o workshop “A Guitarra no Jazz”, coordenado pelo guitarrista Fúlvio Oliveira. O enfoque é a improvisação com o instrumento, por meio de aspectos técnicos. O músico, que começou a tocar com nove anos de idade e estudou com profissionais como Mozart Melo e Djalma Lima, atualmente finaliza seu segundo álbum, com participação do pianista norte-americano Sam Yahel. Será na quinta-feira, às 16h, na sede do Timochenco.

24.8.14

Festival de música instrumental em Prudente conta com shows e workshops gratuitos

O MIPP acontece entre 28 e 31 de agosto com shows de Ricardo Herz Trio, Raul de Souza, Trio Corrente e David Feldman Trio

Com o objetivo de promover a música instrumental nacional em toda a sua diversidade de estilos, a Oficina Cultural Timochenco Wehbi promove, entre 28 e 31 de agosto, o MIPP - Música Instrumental em Presidente Prudente. Além dos shows, o evento dará ênfase às ações de formação, por meio de workshops com profissionais renomados da cena musical. São oferecidas 140 vagas para as atividades. Toda a programação do MIPP é gratuita.

O MIPP tem início na quinta-feira (28) com o Workshop: A Guitarra no Jazz, às 16h, coordenado pelo guitarrista Fúlvio Oliveira. A atividade dará enfoque à improvisação da guitarra no jazz, abordando aspectos técnicos como: campo harmônico maior (melódico e harmônico), escalas, acordes, arpejos e outros. O músico, que começou a tocar com nove anos de idade, e estudou com profissionais como Mozart Melo e Djalma Lima, atualmente finaliza seu segundo álbum, com participação do pianista norte-americano Sam Yahel.

1º FESTIVAL DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS---Inscrições Abertas

Contação

Estão  abertas  as  inscrições  para  o  1º Festival  de  Contação  de  Histórias  da  Estância  Turística  de  Tupã.

Contato: (14) 3491-3015 / (14) 3404-1000

cultura@tupa.sp.gov.br

19.8.14

Festival de Música da Alta Mogiana abre inscrições nesta quarta

Fonte: Ribeirão Preto Online

A 6ª edição do FAM (Festival de Música da Alta Mogiana) já está com data marcada: dias 27, 28 e 29 de novembro, nos Estúdios Kaiser de Cinema, em Ribeirão Preto. As inscrições para a 6ª edição do festival começam nesta quarta-feira (20) e vão até o dia 10 de outubro. As inscrições podem ser feitas pessoalmente na Zumquê Produções & Arte, pelos Correios ou pela internet.

Cada participante poderá inscrever até três músicas. A ficha de inscrição e o regulamento estão disponíveis no site Festivais do Brasil festivaisdobrasil.com.br/fam e no facebook.com/famribeirao.

Novidades

Neste ano, o FAM apresenta mudanças. Uma delas, é que aceitará também a inscrição de músicas exclusivamente instrumentais, sendo assim, nesta 6ª edição serão duas categorias: Canção (música e letra) e Instrumental (executada apenas por instrumentos). Outra novidade que promete agradar ainda mais os participantes será a premiação. Nesta edição, serão R$ 32,5 mil em prêmios,distribuídos da seguinte forma: 1º Lugar (R$ 10 mil), 2º Lugar (R$ 6 mil), 3º Lugar R$ 5 mil, 4º Lugar (R$ 3 mil), 5º Lugar (R$ 2 mil), Melhor música Instrumental (R$ 3 mil) e do 6° ao 12° Lugares (R$ 500 cada uma). O primeiro colocado, além da premiação em dinheiro, ganhará também a gravação e mixagem de um disco no renomado estúdio Sollua, mais conhecido como Gargolândia (gargolandia.com.br).

15.8.14

Taubaté recebe Festival Sesc Jazz & Blues

Na próxima terça-feira, dia 19, tem início o Festival Sesc Jazz & Blues no Sesc Taubaté. O evento conta com atrações nacionais e internacionais que apresentam um panorama da produção contemporânea dos dois estilos musicais, e as aproximações entre os dois gêneros.

Abrindo as atividades, Carlos Calado ministra a palestra Música para Todos: Como Ouvir Jazz sem Medo, no dia 19, das 15h às 18h. Mestre em Artes pela USP, o jornalista e crítico de música, fará uma introdução à linguagem do jazz e seus diversos estilos, desmistificando a suposta dificuldade desse gênero musical para os leigos. O jazz nasceu como música de essência popular, cultivada nas ruas, e é uma manifestação musical que pode ser apreciada por qualquer pessoa com um mínimo de curiosidade ou interesse cultural. As inscrições devem ser feitas gratuitamente na Central de Atendimento. As vagas são limitadas.

11.8.14

Prêmio Caymmi de Música anuncia abertura de inscrições e festa no Teatro Castro Alves

por Lucas Cunha

Prêmio Caymmi de Música anuncia abertura de inscrições e festa no Teatro Castro Alves

Tradicional prêmio da música baiana entre os anos de 1985 e 2007, o Troféu Caymmi, agora rebatizado de Prêmio Caymmi de Música, já tem data para sua cerimônia de premiação após sete anos edições do evento: será no dia 30 de abril de 2015, no Teatro Castro Alves. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (11), no restaurante Amado, na Avenida Contorno, em Salvador, com participação do Secretário Municipal de Cultura, Guilherme Bellintani, o diretor da Fundação Gregório de Matos, Fernando Guerreiro, a diretora da Via Press, Elaine Hazin, produtora do evento. Não por acaso, a data escolhida para a premiação celebra o aniversário de Dorival Caymmi, mestre baiano da música brasileira morto em 2008, que dá nome à premiação e que em 2014 tem sido celebrado pelo centenário de seu nascimento.

Chico Buarque, 70 anos: as 10 canções fundamentais de um gênio da música

Chico Buarque

Tem gente gozada nesse mundo. Certa feita, ao assistirmos juntos a um show de Chico Buarque, um amigo comentou assim, meio como se falasse com o próprio útero: “Se eu fosse mulher, cairia fácil-fácil nos braços do Chico”. Eu ri e perguntei se ele sucumbiria ao cantor por causa do par de olhos azuis, pelo seu charme singular e coisa e tal. “Não. Eu seria sua amante por causa da poesia. O Chico é foda…”, emendou.

Comentários surpreendentes à parte, a mim parece que, sem música, a vida seria insuportável, inviável. Eu sigo, portanto, o meu próprio caminho a carregar na memória a obra de uma eclética legião de heróis formada por cantores e compositores, não necessariamente brasileiros, já que a música é tão universal quanto a dor, o amor e uma rima pobre.

7.8.14

Orquestra faz apresentação em homenagem ao “Dia dos Pais”

Por: Assessoria de Comunicação

Oficial 2014
A orquestra maestro Júlio de Castro fará apresentação especial neste domingo, 10, em comemoração ao “Dia dos Pais”, no Supermercado Max Kawakami.
No Brasil, o “Dia dos Pais”, é comemorado no segundo domingo do mês de agosto,  diferente de outros países que comemoram em datas distintas como: Reino Unidos que comemora  no terceiro domingo de junho ou Portugal em 19 de março. Esses são alguns exemplos de variação no calendário destinado a esse dia. Embora, tenha o apelo comercial, o intuito inicial, sempre, foi homenagear os homens da casa. No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering,  e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família. Pouco tempo depois, tornou-se uma celebração anual e em todo país.
A Prefeitura da Estância Turística de Tupã, por meio da Secretaria da Cultura, é a responsável pelas atividades da “Orquestra Júlio de Castro”. Os músicos ensaiam todas as segundas-feiras no Espaço Cultural José Anselmo Filho, Zé Pretinho. “Buscamos sempre estarmos afiados para poder oferecer  o melhor”, comenta Anderson Amorin, maestro.
Para Luciano Luis Garosi,  gerente do supermercado,  é importante oferecer aos clientes essa aproximação com a orquestra. “Ter uma apresentação em nosso supermercado é dar oportunidade de divulgar a boa música tocada pela Orquestra Maestro Julio de Castro. Ficamos  satisfeitos por poder oferecer aos nossos clientes uma grande atração como esta”, comenta.
A apresentação será no espaço central do Supermercado Max Kawakami, rua  Guaranis, 620, centro de Tupã, a partir das 10:30.




Florianópolis vai respirar jazz neste final de semana


DIVERSãO

Duas apresentações com músicos pra lá de talentosos estão programadas para Jurerê Internacional, integrando o calendário do Jurerê Jazz.

Siga o Portal da Ilha no Twitter e acompanhe também no Facebook

Florianópolis vai respirar jazz neste final de semana

Na sexta (8) à noite, a partir das 20h30, o grupo Rivo Trio, com a participação especial de Serginho Coelho (trombonista), apresenta-se no restaurante La Fontana, no Il Campanario Villaggio Resort. No sábado (9), a partir das 19h, é a vez do guitarrista Cássio Moura e da cantora Jana Gularte animar o público do Jurerê Open Shopping com um repertório em homenagem a Tom Jobim.

Esta é a segunda vez que o restaurante La Fontana é palco do Jurerê Jazz. O primeiro show que aconteceu no espaço, em maio, foi um sucesso. Para esta sexta também é esperado um público significativo, que irá conferir uma apresentação inédita envolvendo Serginho Coelho (Curitiba), um dos grandes trombonistas brasileiros, o Rivo Trio (Florianópolis), grupo que vem se destacando no cenário da música instrumental no Brasil. No repertório, novos arranjos de canções brasileiras, como "upa neguinho", "rio", "vou deitar e rolar"; clássicos do choro e da música instrumental brasileira, como "noites cariocas" e "lamento"; e standards de jazz, como "a child is born" e "little sunflower"; além do repertório dos discos de Serginho e músicas autorais do Rivo Trio, que está gravando seu primeiro CD.