15.11.14

Cientistas descobriram a prova de que os músicos são diferentes das outras pessoas

Por Erin Brodwin

genes

As habilidades dos músicos estão no DNA.

A notícia: Ao contrário do que nos foi dito ao longo do tempo, enquanto nos arrastávamos para as aulas de música e gastávamos horas trabalhando no dedilhado do piano ou nos exercícios de flauta, a prática não faz a perfeição. Isto é, a menos que você tenha o perfil genético para ser uma estrela.

Independentemente das horas gastas praticando, dois gêmeos têm aproximadamente a mesma capacidade musical, de acordo com um estudo recente publicado na revista Psychological Sciences.

Como os pesquisadores sabem que é genes, e não outra coisa? Porque eles estudaram os gêmeos. Uma vez que eles compartilham seu DNA, gêmeos ajudam os cientistas a determinar como fatores externos dos genes influenciam características como habilidade musical.

genes

O chefe da pesquisa Miriam Mosing verificou mais de 1.000 pares de gêmeos idênticos (que compartilham todos os seus genes) e aproximadamente o mesmo número de gêmeos fraternos (que compartilham a metade) Ela, então, encontrou os que cantavam ou tocavam um instrumento musical e perguntou a cada para estimar quantas horas por semana eles tinham praticado em diferentes idades.

Mosing então utilizou três testes para medir a capacidade da pessoa para detectar diferenças em cada afinação, melodia e ritmo. Infelizmente, para aqueles colocados em inúmeras horas de prática, parecia que o verdadeiro talento era na maior parte inata.

Aqui está a conclusão mais louca: Em um par de gêmeos que Mosing estudou, a diferença no tempo total de prática ao longo da vida tanto dos sujeitos foi uma colossal 20.228 horas de prática. Independentemente disso, a sua capacidade musical foi considerada a mesma.

Este não é o primeiro teste deste tipo: Um estudo anterior de gêmeos idênticos não só teve resultados semelhantes, mas também descobriram que a tendência para a prática, em primeiro lugar, também está sob controle genético. Soa como uma espiral sem fim, certo?

Então aqui está o que nós temos: as pessoas com melhores genes se tornarão melhores músicos, não importa o quanto elas pratiquem, e as pessoas com os genes para se tornarem melhores músicos já são programadas para praticar mais.

Parece que o velho ditado terá que ser alterado: Como chegar no Carnegie Hall? Genética, genética e genética.

Tradução: Bruno Garcia Fermiano

Fonte: http://mic.com/articles/93125/scientists-have-discovered-proof-that-musicians-are-fundamentally-different-from-everyone-else?utm_source=policymicFB&utm_medium=main&utm_campaign=social

prototipo logo 1  https://trumpetarticles.wordpress.com/category/noticias/

Nenhum comentário:

Postar um comentário