17.6.14

Salvador faz seu 19ª festival de música instrumental com 12 shows em 4 dias

De quinta-feira a domingo, às 20h, o XIX Festival de Música Instrumental da Bahia, vai agitar a Sala Principal do Teatro Castro Alves, Campo Grande.

O projeto que tem curadoria do maestro Zeca Freitas e do pianista e ator Fernando Marinho conta com 12 shows, numa diversidade de ritmos e estilos para todos os gostos, com alguns dos mais virtuosos e consagrados instrumentistas, compositores e arranjadores do país, além da atração internacional, a Orquestra Victória, da Argentina. Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia). Mais informações: (71) 3341-6149.

Nesta décima nona edição, o público será brindado com mais um mosaico de gêneros e linguagens musicais do atual cenário da música instrumental: Camará Ensemble, homenageando os 60 anos da Escola de Música da UFBA e os compositores baianos; a sonoridade vigorosa do Letieres Leite Quinteto; a homenagem ao mestre Villa-Lobos com o pianista Amilton Godoy e o gaitista Gabriel Grossi; o virtuosismo do violonista Marco Pereira e do acordeonista  Toninho Ferragutti em duo inédito; a erudição da Orquestra de Violões da UFBA;  jazz com o toque local do Saravá Jazz Bahia Sexteto; a “viagem musical”  da Chapada com o Grupo Instrumental do Capão; jazz, funk, samba e swing  com  o baixista Artur Maia,  o guitarrista Gerson Silva e amigos; a música étnica e filosófica do grupo Ubuntu; a versatilidade do pianista e  acordeonista Estevam Dantas e grupo; o som contemporâneo do saxofonista Eric Almeida.

E, da Argentina, o tango moderno da Orquestra Victoria. Formada  por 13 jovens, tem influências do jazz e da música clássica a orquestra apresenta uma nova visão  do tango no século XXI,  incluindo e re-elaborando a linguagem de algumas das orquestras dos anos 50, principalmente a Orquestra Típica de Horacio Salgán,  inspiradora da  Victoria.