13.9.14

Setembro instrumental

Segunda edição do Festival Internacional de Música em Goiás (Figo) realiza apresentações em Goiânia, Pirenópolis e Alto Paraíso

O mês de setembro abre as portas para a segunda edição do Festival Internacional de Música em Goiás (Figo), um importante reforço para a agenda cultural do Estado. Com foco na música erudita, jazz, blues e instrumental, e abrindo espaço para a cultura popular, a mostra pretende estimular o acesso às produções deste universo musical, formando público, permitindo intercâmbio entre artistas e produtores e incentivando o escoamento dos produtos culturais.

A primeira edição do festival foi realizada em 2013, nas cidades de Goiânia e Pirenópolis, com um expressivo sucesso de público. Nesta edição de 2014, o Figo se expande para Alto Paraíso, município localizado na região da Chapada dos Veadeiros. Ao todo, a programação traz 33 apresentações artísticas. Serão artistas das cenas nacional e internacional, além de um espaço garantido para 12 apresentações goianas, selecionadas por meio de edital, com curadoria especializada e independente.

A extensa lista de artistas que vão se apresentar no festival se divide entre as três cidades, com dois dias de programação em Alto Paraíso, nos dias 12 e 13 de setembro, em Pirenópolis, nos dias 19 e 20, e, por fim, o fim de semana de 26 a 28, em Goiânia, no Centro Cultural Oscar Niemeyer.

O músico goiano Ricardo Leão é um dos destaques da programação e, também, o homenageado desta edição do Figo. Pianista, arranjador, compositor, produtor e diretor musical. Um dos músicos mais atuantes na cena brasileira. Acumula premiações, como o PRÊMIOSharp, pela produção musical de Por onde andará Stephen Fry?, de Zeca Baleiro. Traz ainda sua assinatura em aproximadamente 300 discos. Estudou piano com nomes como Belkiss Spencieri, Camargo Guarnieri e Dario Galante. E, agora, é também o homenageado do Festival Internacional de Música em Goiás (Figo), edição 2014.

Em Alto Paraíso, apresentam-se nomes como Cuca Roseta, conhecida como “a nova voz do fado português”; a cubana Yusa, dona de uma incrível fusão de jazz, rock e música brasileira moderna; o gaiteiro gaúcho Renato Borguetti, que é sucesso em todo o mundo com sua worldmusic; a “rockbigband” argentina Rosario Smowing, que promete uma verdadeira mistura de ritmos; e o sistema criolina, com seu projeto Aparelinho – um carrinho elétrico equipado com gerador e som, empurrado por DJs, e que embalou o último carnaval de Brasília.

Já em Pirenópolis, no fim de semana seguinte, o destaque é para as misturas musicais da América Latina, com a dupla Finlândia, cuja sonoridade traz os ritmos dos países de origem dos músicos – um brasileiro e um argentino; e o Fronteiras Imaginárias, formado pelo pianista brasileiro Benjamin Taubkin e o saxofonista colombiano Antônio Arnedo. O Figo recebe ainda a Orquestra Contemporânea de Olinda, um dos destaques da nova geração musical brasileira e representante da diversidade sonora do Pernambuco; a cantora e pianista erudita, Maíra Freitas, que se aventura pela música popular sob a influência musical de seu pai, Martinho da Vila; e um dos mais importantes septetos tradicionais cubanos do mundo, a Septeto Santiaguero.

Em Goiânia, além de Ricardo Leão, se apresentam o arranjador e multi-instrumentista alagoano Hermeto Pascoal, considerado um dos maiores gênios em atividade da música mundial; Siba e a Fuloresta, a combinação de um dos principais mestres da nova geração da ciranda e do maracatu com um grupo de músicos tradicionais do Pernambuco; e a banda Escalandrum, um sexteto argentino de música instrumental criado pelo neto do grande astro do tango Astor Piazzolla.

O encerramento do Figo 2014 ficará por conta da Orquestra Filarmônica de Goiás, consagrando o festival como uma verdadeira vitrine do estilo erudito e da vitalidade da produção musical mundial. A relação das atrações goianas selecionadas por meio de edital será divulgada ainda nesta semana.

O Figo é realizado pelo governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult Goiás), e, foi abraçado pelo público goiano, consolidando-se entre os festivais que celebram a cultura em todo o Estado.

      http://www.dm.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário