6.12.12

Música na escola influencia na aprendizagem.

MÚSICA  NA  ESCOLA

Em 1500 os padres jesuítas já utilizavam a música em seus projetos de catequese escolar, portanto, é uma ferramenta de educação muito antiga.
Hoje em dia é deixada em segundo plano e em muitas vezes nem utilizada na escola.
A música está presente na vida de todos e é parte indissociável da educação. Entretanto, é uma área do conhecimento que não tem recebido a atenção necessária. Para o processo de aprendizagem, são muitos os benefícios desta arte, sem esquecer que acima de tudo, conhecer música permite desenvolver a autonomia diante do mundo sonoro que nos cerca.
A música é uma linguagem universal capaz de mexer com emoções de homens e mulheres de qualquer parte do mundo e de qualquer idade.
Ela faz parte de nossas vidas desde a gestação.
A música estimula áreas do cérebro humano não desenvolvido pelas linguagens oral e escrita, desenvolve o raciocínio matemático, capacidade de concentração, memória.
É uma excelente ferramenta de educação.
Em 2006, a Profª Dacia Maria Pontes da Silva escrevia o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Curso de Educação Artística – Licenciatura em Música com o tema “Música na Escola: contribuindo no processo de ensino-aprendizagem nas primeiras séries do ensino médio e sob a orientação do Professor José Maria Bezerra .
Já tinha muita experiência envolvendo a música aplicada à educação.
Por muito tempo ministrou aulas para turmas de primeira à quarta série como professora no Centro Educacional Logos, na cidade de Ananindeua –PA.
A música era fundamental nas suas aulas e ela sempre começava com uma música e às vezes fazia música com determinados conteúdos e tocava no violão com o coro dos alunos.
O trabalho dela foi dividido em dois momentos, no primeiro ela pesquisou os efeitos da música no ser humano e suas aplicações na educação. E no segundo momento foi feita uma pesquisa de campo sobre o uso da música dentro de uma metodologia educacional e seus efeitos.
Nas suas pesquisas encontrou muitos estudos sobre o efeito da música em crianças e até mesmo como relaxamento.
A pesquisa de campo a Profª Dacia realizou no Centro Educacional Triunfo, em Belém –PA.
Neste colégio os professores aplicam a música em suas disciplinas, além de outros projetos musicais extraclasse.
Segundo Dacia os alunos ressaltaram o quanto eles relaxavam através das atividades com musica na sala de aula e como eles se sentiam bem em tocar um instrumento.
Ela relata: “Havia um garoto muito problemático, com comportamento muito ruim. Uma das orientadoras sugeriu que ele fosse inscrito em uma das turmas de música. Depois de um tempo fazendo música o seu comportamento melhorou significativamente, sem nenhuma terapia ou tratamento especial”.
A música auxilia também, no desenvolvimento da criatividade e da auto-estima do educando, despertando o desejo de aprender.
A audição é um dos principais fatores para a aprendizagem da criança. Em seu primeiro ano, muito do que os pequenos aprendem é por meio dela. E é nisso que a música atua. Ela ajuda a organizar a aprendizagem adquirida por meio da audição, além de utilizar várias áreas do cérebro que não são usadas nos dois primeiros anos de vida. Ricardo Freire, idealizador e coordenador do projeto música para criança crescer, do Departamento de Música da UnB, conta que “tem visto que a música desenvolve e potencializa a linguagem e o aspecto motor, porque a criança consegue coordenar o que ela ouve com o que ela faz. Há coordenação entre movimento e som”.
Atualmente, a aprendizagem musical deve fazer sentido para o aluno. O ensino deve se dar a partir do contexto musical e da região na qual a escola está situada, não a partir de estruturas isoladas. Assim, busca-se compreender o motivo da criação e do consumo das diferentes expressões musicais

http://jabira-trombonista.blogspot.com.br/2012/07/partitura-para-big-band.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário