7.7.11

Projeto Sanjazz agita o Sesc São José


Nos meses de julho e agosto o Sesc São José dos Campos realiza o projeto Sanjazz, que tem como proposta difundir os trabalhos autorais do estilo jazzístico de músicos da região, do Movimento Elefantes – Bandas de Sopro em Movimento de São Paulo, bem como apresentar composições de referências de artistas dos Estados Unidos e Argentina.
Abrindo o projeto, a Traditional Jazz Band se apresenta no Sesc no dia 08 de julho, sexta, às 20h. Com quatro décadas de carreira, a Traditional Jazz Band prepara-se para lançar o 22º CD. Com repertório formado por composições de grandes mestres do jazz como Duke Ellington e Count Basie, a banda tem como característica a forte presença do humor. Com Cidão (bateria e washboard), Edo Callia (piano), Dudu (banjo e violão), William Anderson (Trombone), Carlos Chaim (contrabaixo), Austin Roberts (trumpet) e Marcos Mônaco (clarinete, sax-alto, sax-tenor, sax-soprano e flauta).
No dia 09, sábado, às 18h o grupo argentino San Telmo Lounge realiza o show que faz uma fusão entre o tango urbano, o rock, o jazz e o blues. O grupo é uma das referências argentinas no gênero do tango eletrônico. Com quatro álbuns lançados, estão em sua terceira turnê pelo Brasil em que apresentam, principalmente, as músicas do mais recente trabalho, Al Filo. Martín Delgado (guitarra), Pablo Gaitán (bandoneón), Lucas Polichiso (teclados) e Maximiliano Natalutti (violino).
Deacon Jones e Flávio Naves se apresentam no dia 15, sexta, às 19h30.
Após 6 anos desde sua última turnê ao Brasil o organista norte-americano Deacon Jones retorna ao País para lançar seu novo álbum “Legacy of the Hammond B3”, realizado em parceria com Flávio Naves, realizando show inédito com dois órgãos no mesmo palco. Com Deacon Jones (órgão Hammond B3 e vocal), Flávio Naves (órgão Hammond B3, teclado Wurlitzer), Lancaster (guitarra), Rodrigo Mantovani (baixo) e Humberto Zigler (bateria).
No sábado, 16, às 19h, o show é da banda JazzCo. Formada em 1974, pela união de músicos com interesse comum em desenvolver um trabalho de criação própria, livre de parâmetros ou determinações anteriores, surgindo assim uma música inédita, que pode ser chamada de Jazz Brasileiro. A banda, em sua trajetória, mantém um trabalho de pesquisa em função do seu desenvolvimento musical e de seus integrantes, resultando numa atuação que hoje é reconhecida pela sua qualidade musical tanto nos arranjos, em suas composições, como na performance de seus músicos.
Chuim Quarteto se apresenta na sexta, dia 22, às 20h. Chuim já acompanhou Johnny Alf, Lenny Andrade e o grupo de Jazz da Rádio de Copenhagen, entre outros. Foi professor na University St. Paul School, em Iowa (EUA). A banda, composta por Bartolomeu Vaz (violino), Sidney Filho (contrabaixo), Marcos Pedro (guitarra) e Chuim (bateria), tem no repertório composições originais, dialogando com a influência de Heitor Villa Lobos, Pixinguinha, Radamés Gnattali, Tom Jobim e Hermeto Pascoal.
Dia 23 de julho, sábado, a Reteté Big Ban faz apresentação às 19h. A Reteté Big Band, composta por 18 integrantes, foi idealizada pelos músicos Thiago Alves, Paulo Malheiros e Josué dos Santos, no ano de 2004. A primeira apresentação pública aconteceu dois anos depois de sua formação, em 2006. Inicialmente, foi uma banda formada para agregar os músicos que constantemente se encontravam em igrejas e grupos jovens da antiga Universidade Livre de Música. Uma de suas principais características é a improvisação.
No dia 29, sexta, às 20h, Marcelo Soares Jazz Quartet lança o CD “Condução Sonora”. Contrabaixista e compositor de São José dos Campos, acompanha instrumentistas renomados como Arismar do Espirito Santo, Aluizio Pontes, Bocato, Benoit Decharneux e Michel Freidenson, entre outros. Neste seu primeiro trabalho instrumental solo, “Condução Sonora”, busca a fusão do jazz com elementos do choro e da música contemporânea e erudita. Com Raul de Sá (teclado), Lucas Andrade (guitarra) e Luiz Fernando Binho (bateria).
A Banda Savana se apresenta no dia 30, sábado, às 19h. Sob o comando do trompetista, arranjador, compositor e maestro José Roberto Branco, a Banda apresenta música instrumental para concertos, divulgando nossa música brasileira com temas conhecidos e de criação própria. Pode-se dizer que a Banda Savana faz música como jazz afro-brasileiro, mas o que ela apresenta é a sua singular concepção musical, inspirada na riqueza das raízes do Brasil. O coletivo participou do projeto Memória Brasileira - Arranjadores, apresentando a música de Pixinguinha ao lado de Moacir Santos, Eumir Deodato, Duda do Recife e Cipó, em concertos gravados ao vivo pela RTC Rádio e Televisão Cultura.
O SESC São José dos Campos fica na Av. Adhemar de Barros, 999 – Jd. São Dimas. Mais informações pelo telefone 12.3904.2000.

Página Principal
http://www.vnews.com.br/noticia

Nenhum comentário:

Postar um comentário