12.7.13

9 de julho - Prefeitura homenageia ex-combatentes da Revolução de 1932

Monumento Monumento1

Galera em AçãoNOVEJULHO 027 Galera em AçãoNOVEJULHO 009

Galera em AçãoNOVEJULHO 013 9deJulho

MANHà DE  EMOÇÃO  E  HOMENAGEM  NA  PRAÇA  DA  VILAVARGAS

Foi realizado na última terça-feira, dia 9, na Praça 9 de Julho, a solenidade de homenagem aos ex-combatentes da Revolução de 1932. Estiveram presentes convidados, familiares dos ex-combatentes que residiam em Tupã, Polícia Militar, Tiro de Guerra, secretários municipais e a Orquestra Municipal “Júlio de Castro”, que está completando 66 anos de atividades e sucesso

 

.
O secretário de Cultura, Charles dos Passos, agradeceu a presença de todos. Ele recordou de quando morava nas imediações da Praça 9 de Julho. “Na época, sempre brinquei neste espaço público e não sabia de seu significado. Quando fiz a 6ª série, fiquei sabendo da Revolução Constitucionalista e sua importância para o Estado de São Paulo”, disse.
Passos homenageou os ex-combatentes, suas ideologias, seus objetivos sociais e a defesa por uma nova constituição.
Em seguida, o vice-prefeito Thiago Santos, que estava representando o chefe do Executivo tupãense, Manoel Gaspar, destacou o levante que foi realizado na época para conquistar ideais democráticos. “Esta é uma data especial para São Paulo, porque os ex-combatentes lutaram contra a ditadura de Getúlio Vargas e a favor de uma nova constituição. Perdemos a guerra, mas conseguimos depois a realização da Constituição de 1934”, ressaltou
Na oportunidade, Thiago lembrou os movimentos que estão acontecendo em todo o País, realizados pela própria sociedade civil, contra a corrupção e pedindo melhorias na qualidade da educação e saúde. “São movimentos que têm sua legitimidade e que mostram que a população quer ações públicas concretas”, enfatizou.

Representando as tropas a favor de São Paulo, a Polícia Militar, representada pelo 1º tenente Marcos Eduardo Diniz, destacou os ideais da população paulista, que culminaram em uma guerra e, anos depois, a promulgação da Constituição de 1934. “Foram bravos os ex-combatentes da Revolução de 1932, porque colocaram suas vidas contra um governo que não atendia suas necessidades. Por isso, hoje devem ser homenageados e sempre lembrados, para as próximas gerações”, relatou.

Esteve presente também na solenidade o arquiteto Américo Carnevalli, com 94 anos, que residia em Tupã e que foi convidado para falar sobre o monumento projetado por ele, homenageando os soldados que lutaram na Revolução de 1932.
Lúcido e emocionado, Carnevalli disse que pensou nos objetivos dos combatentes e elaborou um projeto. “O prefeito José Lemes Soares me convidou para que eu elaborasse um projeto para homenagear os combatentes de 1932. Ele gostou muito do projeto, e hoje ele está aí”, disse.

A diretora do Museu “Índia Vanuíre”, Tamime Rayes Borsatto, disse que a solenidade fez relembrar a coragem e os ideais da população paulista, que estava insatisfeita com o governo de Getúlio Vargas. “Esta solenidade está sendo feita em homenagem aos combatentes que estiveram em várias frentes de guerra, para lutar por uma nação melhor”, explicou.
Tamime também citou os combatentes que residiam em Tupã e que foram para a Revolução Constitucionalista de 1932. Foram para o levante: Aurélio Correia, Benedito Penteado, Brás Martines Vasques, Breno de Barros, Carlos Tayano, Chistovan de Vita, Cid Ribeiro do Val, Diogo Caparroz Filho, Ecérgio Fioravante Tovo, Eduardo Romero Filho, Egas Bonilha de Toledo, Francisco Moraes Pio de Almeida, Francisco Ribeiro de Barros, Geraldo Pires, Jácomo Lourenção, Jammil Assuf Dualibi, João Pedro da Silva, João Zaccano, José Fraga Moreira, José Lemes Soares, José Nazareth Gomes Guimarães, José Ramos Cadima, Lélio Peake de Matos, Luiz de Souza Leão, Manoel Marques de Oliveira, Mariano Salermo, Nelson Camargo Penteado, Nelson Orioste, Oscar Elias Bueno, Renato Dias de Aguiar, Sebastião Veríssimo de Oliveira, Tobias Rodrigues, Ulissses Vieira, Urbano Xavier, Victor Bereta e Walter Motta.
Estiveram presentes os familiares dos ex-combatentes Manoel Marques de Oliveira, Sebastião Veríssimo de Oliveira, Victor Bereta e Ecérgio Fioravante Tovo. Na oportunidade, foram depositadas flores aos soldados constitucionalistas.

Homenagem da PM

Durante o evento, a PM também homenageou os destaques da tropa. O 1º tenente Marcos Eduardo Diniz entregou Medalha de Valor Militar de 1º Grau ao sargento Antônio Carlos da Silva e de 2º Grau ao soldado Édison Aparecido de Souza.

jornalDiario  http://www.diariotupa.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário