7.9.13

'Águas de Março' é eleita a melhor música do cancioneiro nacional em enquete

Regis Salvarani - O Estado de S. Paulo

Tom Jobim com Elis Regina - Arquivo Estadão

Arquivo Estadão

Tom Jobim com Elis Regina

Toda “lista de melhores” é uma fonte de injustiças. O conceito de “melhor” é algo subjetivo. Não foi diferente neste caso. O próprio Luis Fernando Verissimo escreveu neste Estado: “Não há muito o que discutir sobre as canções incluídas na lista pré-selecionada – mas, sobre as excluídas, há”. Assim, também o resultado pode ser tema de debate. E é justamente este o objetivo: gerar discussão e fazer músicas que talvez andassem esquecidas aparecerem novamente nos bate-papos. Não que seja injusto dar o prêmio a Águas de Março, mas todas as indicadas fariam jus ao título de “maior clássico da música brasileira”.

Exatos 1.300 votos fizeram de Águas de Março, “o maior clássico do música brasileira” na enquete promovida pela Rádio Eldorado, em parceria com o estadao.com e o Estado. No total, foram 15.988 participações, e nenhuma candidata ficou sem indicação. Tom Jobim tinha seis músicas concorrendo nas 50 pré-selecionadas. Cinco parcerias e apenas uma feita somente por ele. Foi justamente esta que ficou no topo.

A gravação original de Águas de Março foi lançada pelo Pasquim, em 1972, no compacto Disco de Bolso, com interpretação do próprio Tom. A proposta era apresentar, de um lado, uma composição de um artista consagrado e, do outro, um novo artista. Assim, o lado B de Águas de Março foi Agnus Sei, dos então “desconhecidos” João Bosco e Aldir Blanc. Entretanto, foi na gravação do disco Elis & Tom, de 1974, que a música encontrou sua vocação para dueto e se tornou o clássico que ainda é.

A canção foi feita no sítio do maestro, em Poço Fundo, onde a natureza e o silêncio da noite ajudavam Tom a compor. Segundo sua irmã, Helena Jobim, no livro Antonio Carlos Jobim – Um Homem Iluminado, Tom estava trabalhando obsessivamente em Matita Perê na época. Águas de Março surgiu como um respiro, deixando o maestro muito empolgado. Embora a melodia não seja triste, a letra da canção certamente tem um tom de melancolia. O compositor já declarou em entrevistas que a compôs num período de depressão. Ele achava que ninguém mais ouvia suas músicas, bebia demais e, assim, apareceram versos como “é o fim do caminho / é um resto de toco, / é um pouco sozinho”.

A estrutura de Águas de Março utiliza um recurso parecido com o do Samba de Uma Nota Só, ou seja, a repetição de notas e variação de acordes, o que faz a música parecer simples, sendo ao mesmo tempo sofisticada. Essa “simplicidade” aliada às imagens da natureza talvez tenha sido o apelo para que se tornasse mais de uma vez trilha sonora de comerciais de TV.

Um dos critérios utilizados na seleção das músicas que fizeram parte da enquete foi a representatividade fora do País. A segunda colocada foi canção que apresentou o Brasil aos estrangeiros, em especial aos norte-americanos. Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, foi feita em 1939 e gravada originalmente por Francisco Alves. Mas só caiu nas graças do público quando serviu de tema para Zé Carioca no filme Alô, Amigos, da Disney. A 34.ª colocada na enquete também está no mesmo filme: Tico-Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu e Aloysio Oliveira.

Curiosamente, na época em que Tom Jobim fez Águas de Março, ele estava muito entusiasmado com Construção, lançada no ano anterior por Chico Buarque. A suposta morte de um operário narrada em tom épico e dramático, com arranjo sinfônico do maestro Rogério Duprat e versos terminados em proparoxítonas, foi a terceira canção mais votada.

Fechando o pódio das cinco primeiras, Luiz Gonzaga emplacou Asa Branca no quarto lugar, que é seguida por Carinhoso.

A VOTAÇÃO

1 - Águas de Março (Tom Jobim) – 1.300 votos
2 - Aquarela do Brasil (Ari Barroso) – 1.159 votos
3 - Construção (Chico Buarque) – 1.102 votos
4 - Asa Branca (Luiz Gonzaga) – 972 votos
5 - Carinhoso (Pixinguinha /João de Barro) – 924 votos
6 - As Rosas Não Falam (Cartola) – 852 votos
7 - Garota de Ipanema (Tom Jobim / Vinicius de Moraes) – 779 votos
8 - Trem das Onze (Adoniran Barbosa) –750 votos
9 - Ouro de Tolo (Raul Seixas) – 640 votos
10 - Como Nossos Pais (Belchior) – 631 votos
11 - Chega de Saudade (Tom Jobim / Vinicius de Moraes) – 470 votos
12 - Alegria Alegria (Caetano Veloso) – 408 votos
13 - Pra Não Dizer que Não Falei das Flores (Geraldo Vandré) – 393 votos
14 - Brasileirinho (Waldir Azevedo / Pereira da Costa) – 379 votos
15 - Travessia (Milton Nascimento / Fernando Brant) – 335 votos
16 -Eu Sei que Vou te Amar (Jobim / Vinicius) – 308 votos
17 - Balada do Louco (Arnaldo Baptista / Rita Lee) – 301 votos
18 - O que Será (Chico Buarque) – 297 votos
19 - Ideologia (Roberto Frejat / Cazuza) – 278 votos
20 - Eu Te Amo (Chico Buarque / Tom Jobim) – 222 votos
21 - Detalhes (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) – 213 votos
22 - O Bêbado e a Equilibrista (João Bosco / Aldir Blanc) – 207 votos
23 - Ai, Que Saudades da Amélia (Ataulfo Alves / Mário Lago) – 205 votos
24 - Sangue Latino (João Ricardo / Paulinho Mendonça) – 198 votos
25 - Disparada (Geraldo Vandré / Theo de Barros) – 183 votos
26 - Com Que Roupa (Noel Rosa) – 182 votos
27 - As Curvas da Estrada de Santos (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) – 180 votos
28 - Desafinado (Tom Jobim / Newton Mendonça) – 159 votos
29 - Canto de Ossanha (Vinicius de Moraes / Baden Powell) – 153 votos
30 - O Trem Azul (Lô Borges / Ronaldo Bastos) – 132 votos
31 - País Tropical (Jorge Ben Jor) – 132 votos
32 - Sampa (Caetano Veloso) – 131 votos
33 - Mania de Você (Rita Lee / Roberto de Carvalho) – 125 votos
34 - Tico-Tico no Fubá (Zequinha de Abreu / Aloysio Oliveira) – 121 votos
35 - Foi um Rio que Passou em Minha Vida (Paulinho da Viola) – 120 votos
36 - Domingo no Parque (Gilberto Gil) – 111 votos
37 - Brasil Pandeiro (Assis Valente) – 103 votos
38 - Manhã de Carnaval (Luiz Bonfá / Antônio Maria) – 98 votos
39 - Tarde em Itapuã (Vinicius de Moraes / Toquinho) ­– 98 votos
40 - Mas Que Nada (Jorge Ben Jor) – 94 votos
41 - Ronda (Paulo Vanzolini) – 94 votos
42 - Como uma Onda (Lulu Santos / Nelson Motta) – 89 votos
43 - Folhas Secas (Nelson Cavaquinho / Guilherme de Brito) – 62 votos
44 - Pérola Negra (Luiz Melodia) – 51 votos
45 - Óculos (Herbert Vianna) – 47 votos
46 - Marina (Dorival Caymmi) – 44 votos
47 - O Que É que a Baiana Tem (Dorival Caymmi) – 39 votos
48 - Diz que Fui Por Aí (Zé Keti / Hortêncio Rocha) – 36 votos
49 - Samba de Verão (Marcos Valle / Paulo Sergio Valle) – 31 votos
50 - Primavera (Silvio Rochael / Cassiano) – 25 votos

ESTADO.COM.BR - Cultura/Cultura

http://www.estadao.com.br/noticias/

Nenhum comentário:

Postar um comentário