3.10.12

Big bands fazem tributo a lendário saxofonista mineiro Casé

  RAFAEL GREGORIO
DE SÃO PAULO
Em comentário sobre a morte do saxofonista José Ferreira Godinho Filho, o Casé, na Folha de 1º/12/78, o jornalista João Marcos Coelho declarou que "infelizmente morreu, aos 46 anos, sem deixar registrado sequer um décimo de sua arte. Em compensação, foi um músico de músicos, decisivo para a formação de futuros instrumentistas". Antonio Brasiliano/Divulgação Projeto Coisa Fina (foto)  destaque da Semana Cas amanh (23), no Teatro da Vila (zona oeste de SP) Projeto Coisa Fina (foto) é destaque da Semana Casé nesta segunda (23), no Teatro da Vila (zona oeste de SP)
Jazzista inspirado, capaz de rivalizar, segundo críticos de então, com os elevados padrões estéticos de ícones estrangeiros, como o americano Paul Desmond (1924-1977), Casé foi uma estrela na cena paulistana.
Por razões diversas, trilhou um caminho de obscuridade comercial. Ainda assim, encantou colegas, parceiros e pupilos. Gente da grandeza dos pianistas Dick Farney, Moacir Peixoto e Amilton Godoy, do Zimbo Trio, além do baterista Rubinho.
Nesta semana, o músico mineiro, que completaria 80 anos em 3/8, recebe homenagens de bandas instrumentais em diversos palcos da cidade.
Destaque para o Projeto Coisa Fina, nesta segunda (23), no Teatro da Vila, e para os grupos Reteté Big Band, na terça (24), e Zimbo Trio, no sábado (28), ambos no Ao Vivo Music
http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2012/07/22/big-bands-fazem-tributo-a-lendario-saxofonista-mineiro-case.jhtm







Nenhum comentário:

Postar um comentário