27.8.12

Mostra Internacional de Música de Olinda se espalha pelo Brasil


Um dos eventos mais importantes de música instrumental gratuita do país chega à sua 9ª edição nesta quinta-feira (30). É a Mostra Internacional de Música em Olinda (Mimo). Neste ano, à programação realizada em Olinda e Recife (PE) e João Pessoa (PB), que recebeu a mostra no ano passado, a Mimo chega às igrejas seculares da cidade de Ouro Preto (MG). E se estende por 11 dias consecutivos, com apresentações nas igrejas e sítios históricos das cidades.


Pref. de Olinda
Mostra Internacional de Música de Olinda se espalha pelo Brasil
 As apresentações acontecem nas igrejas e sítios históricos das cidades.
A abertura oficial acontece na quinta-feira, na cidade mineira, com um concerto da pianista Sonia Rubinsky, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar. Entre 3 e 9 de setembro, a programação continua em Olinda, Recife e João Pessoa, com apresentações musicais, festival de cinema e oficinas voltadas para estudantes e músicos profissionais.

Com um misto entre o erudito e o popular, a programação musical reúne nomes como Arnaldo Baptista, Orquestra Contemporânea de Olinda, Richard Bona e Sylvain Luc, Marcos Suzano, Egberto Gismonti, entre outros. 

Além das apresentações musicais, outro destaque da Mimo é o conjunto de cursos gratuitos; uma oportunidade para que estudantes, profissionais e interessados em geral tenham contato direito com os artistas, aprendendo as técnicas usadas e desenvolvidas por eles. 

O cronograma deste ano conta com o workshop de regência de coral, ministrado pelo maestro Julio Moretzsohn, além da já tradicional participação do maestro Isaac Karabtchevsky na condução do Curso de Regência, um dos mais disputados da Mimo. A Etapa Educativa em Olinda, Recife e João Pessoa conta com 14 oficinas, entre elas de World Music (Richard Bona), Jazz e música cubana (Chucho Valdés), Guitarra (Arto Lindsay), entre outras.

Festival Mimo de Cinema

O Festival Mimo de Cinema, que acontece concomitantemente à Mostra, reúne obras de ficção, animação e documentários voltados para o universo musical – e inéditos em circuito comercial – nas categorias de curta, média e longa-metragem. 

Projetados em telões ao ar livre, na área externa de igrejas, museus e mercados, as exibições promovem um encontro entre músicos, cineastas e plateia, numa mostra não-competitiva com entrada gratuita, sujeita à lotação dos espaços.

Dos 91 títulos inscritos este ano, 25 foram selecionados, entre eles: Reggae na estrada, de Paulinho Sacramento; A lavagem das calcinhas voadoras, de Huila Gomes e André Hilme; Brasil somos nós, produzido pela Bossa Novas Filmes, com direção do espanhol Robert Bellsolà e Ó liberdade, de Cíntia Langie e Rafael Andreazza.


http://www.vermelho.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário